Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Santos pode perder Luan Peres e Pituca

17 de Dezembro de 2020

Santos pode perder Luan Peres e Pituca O empréstimo de Luan Peres junto ao Brugge, da Bélgica, vence em 31 de dezembro. Crédito da foto: Ivan Storti / Santos FC (16/12/2020)

Classificado às semifinais da Copa Libertadores, o Santos tem problemas a resolver antes de entrar em campo para buscar uma vaga na decisão. Com graves problemas financeiros, o clube pode perder jogadores nas próximas semanas, antes de enfrentar o vencedor da série entre Racing e Boca Juniors.

A classificação santista foi obtida na noite de quarta-feira (16), quando o time goleou o Grêmio por 4 a 1, na Vila Belmiro, no jogo de volta das quartas de final, depois de empate por 1 a 1 em Porto Alegre. Agora, então, espera a definição do seu adversário -- o Racing venceu o duelo de ida com o Boca Juniors, em Avellaneda, por 1 a 0, e defenderá essa vantagem na próxima quarta-feira, no estádio La Bombonera.

Para as semifinais da Libertadores, a Conmebol reservou os meios de semana de 5 a 7 de janeiro e 12 a 14 de janeiro, sendo que o Santos será mandante no duelo de volta. Até lá, o clube terá problemas a resolver. Um deles envolve o zagueiro Luan Peres, emprestado pelo Brugge, da Bélgica, até 31 de dezembro.

Se o acordo não for ampliado, ele ficará fora em um momento decisivo da temporada. O problema é que o Santos está proibido de registrar novos contratos, por punição imposta pela Fifa em função de dívidas com times estrangeiros.

O risco de perda de Luan Peres não é o único para o Santos, que também pode negociar jogadores. O Conselho Deliberativo do clube vai avaliar oferta pelo volante Diego Pituca do japonês Kashima Antlers. Além disso, o zagueiro Lucas Veríssimo gostaria de se transferir ao Benfica. O clube, claro, tentará segurá-los ao menos até o encerramento da Libertadores - a decisão foi agendada para 30 de janeiro.

“Jogador em fim de empréstimo, jogadores provavelmente vendidos e temos que pagar ‘transfer ban’ para aproveitar quem não pode jogar. Temos muito a definir nesse fim de ano, com um novo mandato de presidente. Mas se a gente consegue quitar as dívidas, abrandamos ainda mais, usamos jogadores encostados, abre janela para observar valores”, disse Cuca.

O treinador, assim, tem acionado os jogadores da base, com cinco tendo sido titulares - John, Lucas Veríssimo, Alison, Sandry e Kaio Jorge. “Tudo pode acontecer. Hoje estamos felizes com elenco, com o time. Há um mês Guilherme Nunes estava na Portuguesa. Voltou e foi peça fundamental. Nove meninos da base jogaram hoje. E fizeram grande partida”, comentou o treinador.

Ainda em 2020, o Santos fará mais dois jogos pelo Brasileirão, diante do Vasco, no próximo domingo, e do Santos, no dia 26. O seu primeiro compromisso em 2021, contra o Atlético-MG, inicialmente agendado para 7 de janeiro, deverá ter sua data modificada. (Estadão Conteúdo)