Esporte

Paulistão 2020 terá final entre Palmeiras x Corinthians

Os jogos decisivos serão disputados quarta-feira (5), na Arena Corinthians, e no sábado (8), no Allianz Parque
Campeonato Paulista de Futebol
Patrick de Paula fez o gol da vitória do Palmeiras neste domingo (2). Crédito da foto: Divulgação / Sociedade Esportiva Palmeiras (2/8/2020)

Palmeiras e Corinthians farão a final do Campeonato Paulista 2020. As duas equipes se garantiram na decisão ao vencerem a Ponte Preta e o Mirassol, respectivamente, no domingo (2), em partidas válidas pela semifinal da competição. O primeiro dérbi será amanhã (5), às 21h30, na Arena Corinthians. Já o segundo e decisivo confronto será disputado no sábado (8), às 16h, no Allianz Parque.

Mesmo à distância, já que os dois jogos não poderão ter torcida em razão da pandemia do novo coronavírus, a rivalidade entre as duas maiores torcidas do Estado já está esquentando. Ontem, o Corinthians atacou o Palmeiras, em nota oficial, afirmando que o rival não respeitou o protocolo de isolamento sugerido pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O presidente do Timão, Andrés Sanchez, indicou que o elenco não vai fazer testes para detecção do novo coronavírus antes da decisão.

O Palmeiras tem liberado os jogadores para dormirem nas próprias residências quando não é véspera de jogo. “O Corinthians cumpriu o confinamento de seus atletas e comissão técnica, seguindo à risca o acordo, diferentemente da Sociedade Esportiva Palmeiras que descumpriu e liberou seus atletas depois de cada partida, o que nunca foi permitido”, diz trecho do texto publicado no site oficial do Corinthians.

A polêmica sobre os testes e o isolamento reside no protocolo médico da FPF. Em um trecho, o documento reforça a necessidade de as equipes realizarem o isolamento. A entidade também recomenda a realização de testes frequentes. “O protocolo prevê que todos os 16 clubes fiquem concentrados em locais previamente definidos e preparados durante todo período de jogos da competição”, diz o texto. O presidente do Corinthians é contrário à testagem antes da final por entender que não há necessidade.

Histórico recente

Em 2018, Verdão e Timão decidiram o título em uma final polêmica e que até hoje causa discussão pela suposta interferência externa na marcação (e anulação) de um pênalti. No último jogo entre os rivais, este ano, houve nova vitória alvinegra por 1 a 0. No domingo, depois do jogo contra a Ponte, o técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, admitiu que o alvinegro tem levado a melhor nos confrontos recentes, mas entende que isso deve mudar. “O adversário tem tido superioridade nos últimos anos, mas isso não é para sempre, né? Vamos encontrar um adversário difícil e vamos nos preparar forte para a decisão”, avisou o treinador. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)

Verdão avança à final com gol de jovem promessa

O Palmeiras derrotou a Ponte Preta por 1 a 0 no domingo para chegar à decisão do Campeonato Paulista. Em um Allianz Parque vazio, mas com bandeiras nas arquibancadas e gritos de torcida nas caixas de som, o Verdão foi melhor e mereceu a vitória, sem contestação, diante de uma Macaca que vendeu caro o resultado.

Em um elenco cheio de grandes nomes, quem fez a diferença foi Patrick de Paula, um garoto de apenas 20 anos que começou 2019 na base alviverde, mas conseguiu conquistar seu espaço e caiu nas graças de Luxemburgo.

Antes de Patrick fazer a diferença, o Palmeiras teve boas chances com Rony e Willian, mas os atacantes pararam nas mãos do goleiro Ivan. Gustavo Gómez chegou a acertar um cabeceio na trave, após cobrança de escanteio. Parecia que a primeira etapa ficaria no 0 a 0, quando Patrick recebeu na frente da área e chutou. A bola desviou na zaga e enganou Ivan: Palmeiras 1 a 0.

Na etapa final, a Ponte decidiu sair do campo de defesa para tentar achar um gol e pelo menos levar a decisão para os pênaltis. O Palmeiras sentiu e Luxemburgo decidiu colocar Zé Rafael e Bruno Henrique, para voltar a ter mais a bola no pé e evitar surpresas.

O tempo ia passando e a ansiedade dos jogadores da Ponte aumentava. Consequentemente, os erros de passe também, o que facilitou a vida dos palmeirenses. O time de Luxa voltou a ter a bola no pé e abrir espaço para chegar ao gol. Aos 24, Zé Rafael chutou, Bruno Henrique desviou e Ivan fez uma grande defesa. Ainda havia esperança para a equipe de Campinas.

Em um contra-ataque rápido da Ponte, Roger aproveitou cruzamento e finalizou em cima do goleiro Weverton, na única oportunidade real da Macaca empatar. Scarpa ainda carimbou a trave em chute de fora da área. O Palmeiras avançou para a decisão e se aproxima de acabar com o jejum de 12 anos sem o título do Paulistão.

Éderson marca e Timão vence o surpreendente Mirassol

Paulistão 2020 terá final entre Palmeiras x Corinthians
Luan e Éderson comemoram o gol da classificação do Corinthians contra o Mirassol. Crédito da foto: Alex Silva / Estadão Conteúdo

De quase eliminado a postulante ao tetracampeonato inédito. A história do Corinthians no Paulistão 2020 ganhou mais um capítulo no domingo, com a vitória por 1 a 0 sobre um surpreendente Mirassol na semifinal. Éderson fez o gol da classificação em Itaquera. O resultado confirma a reação alvinegra após a parada forçada pela pandemia do coronavírus. Desde a retomada, o time de Tiago Nunes venceu as quatro partidas disputadas sem nenhum gol sofrido.

Com três zagueiros, o Mirassol fez com que o Corinthians não convertesse os 70% de posse de bola em ações ofensivas e as equipes terminaram o primeiro tempo empatadas em finalizações: três para cada lado. A primeira boa chance, inclusive, foi do Mirassol, aos 13 minutos, em cobrança de falta de Juninho.

Aos 25 minutos, Mateus Vital recebeu bom cruzamento de Carlos Eduardo e acertou a trave direita do goleiro Kewin. Pouco depois, Éderson cruzou rasteiro e Jô furou ao tentar o desvio de calcanhar.

Após o intervalo, foi a vez de Kewin mostrar trabalho. Aos 8 minutos, Luan pegou a sobra dentro da área e finalizou de primeira, mas o goleiro apareceu praticamente em cima da linha para cortar a trajetória da bola entre o camisa 7 e a rede.

A história da partida mudou mesmo a partir dos 14 minutos, quando Juninho deu um pisão no tornozelo de Carlos Augusto e foi punido com o cartão vermelho. A partir dali o Corinthians tomou ainda mais conta do campo de ataque e o Mirassol não conseguiu resistir por muito tempo, mesmo com muita dedicação. Aos 26 minutos, Éderson comprovou a boa fase e acertou um chute longo para abrir o placar, anotando o terceiro gol dele em três partidas consecutivas.

Luan ainda balançou o travessão aos 32 minutos, em cobrança fechada de escanteio desviada pela zaga. Janderson e Araos também voltaram a dar trabalho ao goleiro visitante, mas ficou por isso mesmo.

Carlos Augusto mostra hematomas

Paulistão 2020 terá final entre Palmeiras x Corinthians
Crédito da foto: Divulgação / Instagram

O lateral-esquerdo do Corinthians, Carlos Augusto, publicou nas redes sociais uma foto do tornozelo machucado pela dividida com Juninho, do Mirassol, na semifinal do Paulistão. Aos 14 minutos do segundo tempo, os dois dividiram feio e o adversário foi expulso com cartão vermelho direto. A decisão do árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo veio somente após a revisão do VAR e gerou polêmica. (Estadão Conteúdo)

Comentários