Buscar no Cruzeiro

Buscar

Fórmula 1

A hora da verdade

Ferrari gera expectativa para o treino do GP de Mônaco, hoje, às 10h

22 de Maio de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
Escuderia italiana ameaça rivalizar com Mercedes e Red Bull no Principado.
Escuderia italiana ameaça rivalizar com Mercedes e Red Bull no Principado. (Crédito: ANDREJ ISAKOVIC / AFP (20/5/2021))

Como manda a tradição, depois de um dia de folga, os motores da Fórmula 1 voltam a acelerar hoje (22) em Mônaco. O terceiro treino livre começa, às 7h, seguido do treino oficial de classificação, às 10h. No primeiro dia de carros na pista, quinta-feira (20), o domínio da Ferrari surpreendeu muita gente. Mas não iludiu os pilotos Charles Leclerc e Carlos Sainz, que conseguiram uma dobradinha.

Os dois acreditam que Mercedes e Red Bull virão mais fortes para a classificação e na corrida, a quinta etapa do Mundial 2021. “Estou convencido de que nossos rivais guardaram algo para a classificação. Só vamos saber as reais condições de cada equipe no sábado (hoje)”, disse Leclerc, o mais rápido do primeiro dia. “Foi muito surpreendente acabar tão bem após o começo difícil pela manhã. Em Mônaco,é muito importante dar o máximo de voltas e com o problema que tive pela manhã só consegui dar quatro.”

Apesar pela espera de um duelo duro, o monegasco ainda espera ter uma Ferrari ainda mais veloz para a formação do grid e para a prova. “Eu me senti bem melhor no carro no segundo treino e ainda aço que podemos conseguir tirar um pouco mais do carro”. Sainz, por sua vez, alertou que os tempos obtidos na quinta-feira deverão ser superados nas outras práticas. “Foi um dia muito positivo, mas foram apenas treinamentos. Precisamos continuar com o trabalho duro com os carros, pois tudo será diferente no fim de semana.”

Lewis Hamilton foi um dos que se confessou surpreso. O heptacampeão admitiu que não esperava ver um ritmo tão bom da escuderia italiana, mas entende que essa melhora é positiva para a Fórmula 1. “A Ferrari está forte. Fiquei surpreso de vê-los melhorar tanto, mas é muito bom ter mais competição”, ressaltou o britânico, terceiro no primeiro dia, atrás da dupla da Ferrari.

Questionado se a Ferrari é uma candidata a vencer em Mônaco, Hamilton confirmou que sim. “Meu palpite é: estou vendo o que você está vendo. Geralmente estou focado apenas no meu trabalho, mas parece que sim, então veremos”, opinou. Seu discurso foi endossado pelo companheiro Valtteri Bottas. “Assim como a Red Bull, a Ferrari parece muito veloz, então não será uma disputa apenas entre dois times”, enfatizou o finlandês, que terminou o primeiro dia de treinos livres na quinta colocação.

Atual líder do Mundial de Pilotos, Hamilton ficou satisfeito com as primeiras impressões da Mercedes nas ruas de Monte Carlo. “O carro está bom, acho que demos alguns passos decentes com o equilíbrio do carro e, no geral, estou muito feliz”. O heptacampeão tem residência em Mônaco, onde já venceu três corridas, e comemora o retorno do charmoso circuito ao calendário da Fórmula 1 após um ano de cancelamento pela pandemia da Covid-19. “Todo mundo adora dirigir aqui. É rápida essa pista, é absolutamente hipnotizante cada vez que você tem a oportunidade de dirigir”.

A largada do GP de Mônaco será amanhã (23), às 10h. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)