Esporte São Bento

Marquinhos vê derrota do São Bento injusta e critica arbitragem

No primeiro tempo, o Bentão levou dois gols num período de 10 minutos
Bronca no apitador
O técnico do São Bento queria a expulsão de Marcinho – Foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (12/9/2018)

O técnico do São Bento, Marquinhos Santos, considerou injusta a derrota por 2 a 1 para o Fortaleza na última terça-feira (25) e deixou a capital cearense reclamando da arbitragem de Andrey da Silva e Silva. Apesar de reconhecer que a equipe não fez um bom primeiro tempo — quando levou dois gols num período de 10 minutos — Marquinhos acha que o árbitro se omitiu ao não expulsar o atacante Marcinho, que acertou uma cotovelada em Tony logo aos 12 minutos da etapa inicial.

“Fui cobrar que ele arbitrasse de forma normal. Ele não teve coragem de expulsar o Marcinho, se intimidou. Se fosse o contrário, o Andrey com certeza teria expulsado”, frisou o técnico beneditino, se referindo à conversa com o juiz ao fim do primeiro tempo.

Leia mais  Sem esporte ao vivo, TVs pagas fazem sucesso com reprises durante quarentena

 

Ele revelou ainda uma situação curiosa gerada a partir de sua reclamação. “O Rogério (Ceni, técnico do Fortaleza) entrou em campo e pediu minha expulsão ao árbitro. Mas ele faz isso todo jogo. A todo momento, desde que jogava como goleiro, ele faz isso de pressionar o árbitro. Sabia que aqui não seria diferente”, disse, ressaltando por outro lado a boa relação que tem com o treinador do Tricolor Cearense.

Pela melhora que a equipe apresentou na segunda etapa, Marquinhos Santos acredita que o resultado mais justo ao fim dos 90 minutos seria o empate. “Eles foram superiores no primeiro tempo, mas no segundo controlamos o jogo. No meu ponto de vista, o resultado justo seria o empate”, comentou.

O comandante do Azulão citou a falta de atenção do time, que ele acredita que culminou na vantagem criada pelo Fortaleza logo de cara. “A nossa equipe entrou desatenta. O Jussani veio até a intermediária para finalizar. Não acordamos após o primeiro gol e como o Fortaleza tem uma bola parada muito forte, sofremos o segundo.”

De olho na recuperação, o São Bento vai em busca de “oito ou nove pontos” para confirmar a fuga das chances de rebaixamento. O próximo compromisso é no dia 5 de outubro, contra o Guarani, no CIC, para o qual Marquinhos Santos convocou o público. “Se faz necessária a presença do torcedor. Aqui a torcida está muito perto de colocar o Fortaleza na Série A. Nosso torcedor também precisa incentivar, se fazer presente, pois isso faz diferença nessa reta final de Série B”, declarou. 

Comentários