Esporte

Manter renda desafia atletas durante o período de quarentena

Crise financeira causada pela pandemia faz LSB buscar alternativas para elenco complementar remuneração
Manter renda desafia atletas
Ala Eric Laster trabalha como personal trainer. Crédito da foto: Marina Gouvêa / LSB

Com a interrupção dos jogos e treinamentos, a Liga Sorocabana de Basquete (LSB/Flex) enfrenta significativa redução na arrecadação. Uma das baixas é com relação ao repasse municipal que é feito por meio do Fundo de Apoio ao Desporto Amador (Fadas).

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura suspendeu a transferência de recursos às entidades esportivas, o que impacta diretamente nos jogadores. A LSB, por conta disso, está com os contratos de seus atletas congelados.

Como o pagamento está atrelado à verba municipal, os jogadores estão sem receber os seus salários. Alguns estão contando apenas uma ajuda de custo. Com isso, o clube está desenvolvendo ações para buscar solucionar o problema financeiro dos integrantes do elenco.

Leia mais  Brasil vence nas Eliminatórias da Copa América Masculina de Basquete

 

É o caso do trabalho como personal trainer realizado pelo ala norte-americano Eric Laster. O atleta não retornou aos seus país de origem e permanece em Sorocaba, residindo na casa que o time sorocabano mantém para os seus atletas.

“Para apoiá-lo, (como) ele já havia dado aulas nos Estados Unidos, nós pensamos em arrumar uma renda extra para ele poder fazer esse trabalho de personal. Ele (o trabalho de personal) funciona junto com um professor”, explicou o técnico e presidente da LSB, Rinaldo Rodrigues.

Compasso de espera

A volta aos treinamentos só será viável com a liberação do poder público. Quando for liberado, todos os contratos dos jogadores serão reativados e a LSB voltará a disputar a Copa São Paulo e o Campeonato Brasileiro, que pretende retornar no mês de julho.

“Estamos esperando a liberação. Creio que logo logo a Prefeitura vai liberar para voltar a treinar no Ginásio. E a gente refazer os contratos. Quando teve a pandemia, a Prefeitura mandou um decreto para segurar tudo. Agora, estamos esperando a liberação”, comentou.

Os interessados em fazer doações ou realizar os treinamentos com o personal trainer e o jogador Eric Laster devem buscar mais informações pelos telefones (15) 99719-2257 ou (15) 98185-6519.

Leia mais  Jogadores do Real Madrid voltam a treinar em campo

 

Volta à NBB

Mesmo em meio a crise, a LSB está de olho nas oportunidades que podem surgir. Essa é a visão de Rinaldo Rodrigues, que acredita que seja viável o retorno ao Novo Basquete Brasil (NBB), à elite da modalidade nacional.

“Acreditamos que há uma lacuna com a nossa saída da NBB. Mantivemos, nesses dois anos que saímos da NBB, toda a estrutura, mesmo com a dificuldade. Agora é aguardar a desistência de algumas equipes, o que vai acontecer”, explicou Rinaldo.

Não existe uma torcida para que times deixem de existir, como deixa claro o mandátario sorocabano, mas isso é o que mostra uma análise do cenário da modalidade, que sofre com a paralisação. Um retorno ao mais importante campeonato do País seria possível com a colaboração dos parceiros da LSB.

Leia mais  LSB estreia no Campeonato Brasileiro de Basquete contra o Cravinhos

 

“Existe uma conversa boa, com um grande parceiro nosso, que pode viabilizar essa volta. A NBB preza muito pela estrutura das equipes e a LSB não deixou nenhum pedacinho sair. A gente pode voltar sim, vai ser uma alegria muito grande para nós”, atestou.

Após cinco temporadas na NBB, a LSB foi rebaixada em 2018. Desde então, o time sorocabano busca o retorno à primeira divisão nacional. Se isso ocorrer, a diretoria já tem em mente como fará para estruturar o elenco.

“Nós podemos mudar totalmente a estratégia do plano de ação e fortalecer a equipe. Com três ou quatro reforços, eu acredito que a gente consegue fazer uma boa campanha”, destacou Rodrigues.

Ajuda à população

A LSB também está empenhada em ajudar a comunidade. Uma ação neste sentido é a doação de máscaras, cestas básicas e alimentos não perecíveis para o Lar Casa Bela. A entidade acolhe crianças e adolescentes que vivem em um contexto desfavorável ao seu pleno desenvolvimento.

“Nesta terça-feira (19), vamos fazer uma entrega. Arrecadamos por volta de 10 cestas básicas, muita roupa e vamos poder ajudar a instituição e muitos alunos nossos que estão com dificuldade”, comentou o presidente do time sorocabano. (Zeca Cardoso)

Comentários