Esporte

Jovem sorocabano faz carreira no jiu-jítsu

Jovem sorocabano faz carreira no jiu-jítsu
Raí Bertolazo, de 10 anos, já contabiliza títulos. Crédito da foto: Divulgação

Um jovem sorocabano está escrevendo a sua história no jiu-jítsu nacional. Raí Bertolazo, de apenas 10 anos, já acumula títulos em uma carreira de competições que começou apenas no ano passado. Há uma semana, ele sagrou-se campeão brasileiro.

O Campeonato Brasileiro foi organizado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE) na cidade de Caieiras (SP). Raí venceu as duas lutas no torneio sem sofrer nenhum ponto contrário. E isso já é praxe quando ele está competindo.

Em 2019, o atleta mirim foi campeão de três categorias do evento da North American Grappling Association (Naga) nos Estados Unidos. Foram seis lutas na cidade de Boston, Massachusetts, sem ceder nenhuma pontuação ao adversário.

“Ele começou competindo, teve vitórias e derrotas, e foi se motivando a treinar mais e competir mais. Ele tem muitos amigos adultos em quem ele se inspira. Isso que o motiva”, disse Douglas Bertolazo, pai do menino.

Com uma trajetória meteórica, o garoto está na arte marcial por sua própria escolha. O pai afirma que não existe qualquer pressão familiar para que ele siga a rotina de um atleta profissional. Sem esquecer de um ponto importante: os estudos.

Leia mais  Magnus perde do Corinthians e fica sem vaga para a Libertadores

“Apesar da pouca idade, ele tem uma rotina de adulto por opção dele. Ele sabe o que quer para o futuro. Estuda muito, tira excelentes notas na escola. Está a cada dia mais fluente no inglês. Essa evolução da arte marcial se reflete em tudo na vida dele”, contou Douglas.

Raí é representa a equipe Almeida Jiu-Jitsu Sorocaba e é treinado pelo professor Antoni Barea. Mesmo com a curta carreira e pouca idade, o menino sorocabano já tem o espírito de atleta: a felicidade em competir e vencer.

“Na hora do campeonato, eu gosto mais daquela felicidade depois que eu luto. Eu amo essa felicidade de comemorar. Eu me sinto mais feliz treinando, me sinto com uma disciplina melhor, me sinto muito melhor enquanto estou treinando”, revelou Raí.

Outros quatro jovens sorocabanos também estivem no Brasileiro. Filipe Gabriel Pereira Pinto (10 anos) e Nicollas Fernandes Gonçalves (12 anos) foram campeões. Júlia Hengles Peres (8 anos) e Kauã Alves (14 anos) ficaram com o segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Leia mais  Magnus e Minas decidem a Supercopa

Neste mês, Raí estará novamente nos tatames em busca de mais cinturões. No dia 8 lutará em Itaboraí (RJ), e no dia 27 disputará um torneio no Rio de Janeiro (RJ), No dia 28, também na capital carioca, enfrentará um atleta italiano na categoria No Gi (sem quimono). (Zeca Cardoso)

Comentários