Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Grosjean viu ‘morte chegando’ em acidente

02 de Dezembro de 2020

Grosjean viu ‘morte chegando’ em acidente Crédito da foto: Hamad i Mohammed / Pool / AFP (29/11/2020)

O francês Romain Grosjean deu ontem (1º) a sua primeira entrevista depois do grave acidente que sofreu no domingo, no GP do Bahrein de Fórmula 1, quando seu carro explodiu após bater no guard-rail. “Eu vi meu visor ficando laranja. Vi as chamas do lado esquerdo. Pensei em muitas coisas, inclusive em Niki Lauda (que sofreu o mesmo tipo de acidente em 1976), e achei que não seria possível terminar como ele, não agora”, disse, em relato à TF1.

Grosjean seguirá no hospital em Manama, capital do Bahrein, até hoje (2). No GP de Sakhir, neste final de semana, o brasileiro Pietro Fittipaldi o substituirá. “Eu vi a minha morte chegando. Mesmo Hollywood não conseguiria fazer imagens assim. É a maior batida que vi na minha vida”, afirmou o piloto, que não renovará contrato com a Haas. Ontem, a equipe anunciou a chegada do russo Nikita Mazepin, da Fórmula 2.

Hamilton

O heptacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, testou positivo para Covid-19, não correrá o GP de Sakhir e virou dúvida para a última etapa, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos. Os substitutos prováveis são os pilotos de testes Stoffel Vandoorne ou Esteban Gutiérrez. (Estadão Conteúdo)