Esporte

Festival Sub-8 agita Centro Esportivo do Jardim Simus

Programação foi incrementada com clínicas e vivências em outras modalidades esportivas
o festival não possui caráter competitivo e busca promover a integração entre as crianças de Sorocaba e região. Crédito da foto: Emídio Marques (26/10/2019)

 

Cerca de 200 crianças com até 8 anos de idade participaram na manhã deste sábado da 3ª edição do Festival Cruzeirinho de Futsal. Pela primeira vez, o evento ocorreu no Centro Esportivo Padre Pieroni, do Jardim Simus, e teve a programação incrementada pela Secretaria de Esportes (Semes) com clínicas e vivências em outras modalidades esportivas como badminton, boxe, bocha, tênis de mesa, e aulas abertas de ioga e ritmos.

Evento paralelo ao Torneio Aberto de Futsal para Crianças e Adolescentes Cruzeiro do Sul, o Cruzeirinho 2019, que está em sua 39ª edição, o festival não possui caráter competitivo e busca promover a integração entre as crianças de Sorocaba e região e enfatizar o aspecto educacional, por intermédio do esporte. Por esta razão, todos os atletas forma premiados com medalha ao final do torneio. A dinâmica é diferenciada e as partidas ocorrem simultaneamente em três espaços com dimensões reduzidas, sendo uma mini-quadra, onde são distribuídos três jogadores, sem goleiro; a quadra tradicional (com quatro jogadores de linha e um goleiro); e o campo society (com cinco jogadores de linha e um goleiro).

Leia mais  Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez revela que contraiu covid-19

Além de terem a oportunidade de entrar em quadra para encarar outro time — alguns pela primeira vez –, com mediação de uma equipe de arbitragem e sob os olhares e gritos de incentivo da torcida, as crianças deram show de respeito e fair play. Neste ano, um total de 20 equipes se inscreveram, mas duas não compareceram. Durante todo o evento, os pequenos atletas puderam tirar foto com o Cruzeirito, o mascote oficial do Torneio Cruzeirinho.

Oficina de boxe foi uma das atividades que incrementou programação do festival. Crédito da foto: Emídio Marques (26/10/2019)

Pedro Joaquim, de 7 anos, representou o time da Vila dos Ingleses e teve sua participação celebrada pelos pais, o engenheiro José Reinaldo Luiz e a advogada Adriana Penafiel Luiz. “É uma oportunidade pra ele socializar e interagir com outros meninos com as quais ele não convive diariamente. Ele tem um interesse muito grande pelo esporte que a gente estimula e apoia”, comentou José.

Pai de Enrico, de 8 anos, que participou do festival pelo time Lyon, de Boituva, o corretor de imóveis Sandro Barizon destacou que o esporte ajuda a fortalecer valores, como o trabalho em equipe, o cumprimento das regras de conduta e o respeito ao adversário. “A gente incentiva porque esporte está muito ligado à educação e à disciplina”, comentou. Além de estimular a prática esportiva, em um momento em que, segundo ele, a atividade física tem sido deixada de lado pelos pequenos em detrimento dos jogos eletrônicos, a participação no festival também foi uma oportunidade de estreitar ainda mais a relação pai e filho. “Isso é o mais importante e gostoso de tudo. Com certeza ele vai se lembrar deste dia quando crescer”, completou.

Leia mais  Paulistas furam a quarentena

Realizada pela Secretaria de Esporte e Lazer (Semes), com apoio da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), o festival fez parte da homenagem ao padre André Pieroni, que tem seu busto instalado no local há 40 anos. No dia 9 de novembro, o centro esportivo receberá mais um festival, na categoria Sub-10. (Felipe Shikama)

Comentários