Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Festa de Ano Novo de Neymar tem repercussão negativa

30 de Dezembro de 2020

Festa de Ano Novo de Neymar tem repercussão negativa Crédito da foto: Reprodução / Instagram

A festa de ano-novo que terá a presença de Neymar, em Mangaratiba, no litoral sul do Rio de Janeiro, repercutiu na imprensa fora do Brasil de forma bastante negativa. Os veículos criticaram o jogador do Paris Saint-Germain por realizar um grande evento, com a presença de centenas de pessoas, em meio à subida de casos de coronavírus no País.

O jornal italiano Gazzetta Dello Sport destacou que, apesar dos celulares não poderem entrar no evento que será realizado em uma vila particular alugada, a polêmica explodiu na internet por conta dos problemas com a Covid-19, definindo o Brasil como “curvado” pelo vírus.

Já o francês L’Équipe classificou o evento como “a festa da discórdia no Brasil”. “Um réveillon que questiona por completo a Covid-19”, disse o Le Figaro em sua manchete sobre a festa.

Com certa dose de ironia, o espanhol Marca noticiou que a festa “só” terá 150 convidados, em vez dos 500 que haviam sido informados inicialmente pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Manchete parecida com a que fez o jornal A Bola, de Portugal. Na Inglaterra, o The Guardian definiu a festa como “macabra” e disse que Neymar é acusado de “dançar nos túmulos da pandemia”.

Convidados

Os primeiros convidados da festa já chegaram ao litoral sul do Rio. A DJ Miss Natália publicou uma foto usando uma pulseira com a localização da festa, que seria necessária para poder entrar, segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Em outras fotos, ela aparece com a youtuber Ana Liz Bittencourt.

Diversos músicos famosos estão na lista de atrações, como Alexandre Pires, Kevinho, Jeito Moleque, Bruninho e David. O grupo de pagode Vou Pro Sereno confirmou a participação à emissora CNN através de sua assessoria de imprensa.

Em resposta ao portal Uol, o Ministério Público do Rio afirmou que analisa o caso. Em nota, o MP afirmou que “a Promotoria de Justiça com atribuição em Mangaratiba está analisando as representações encaminhadas para adoção das medidas eventualmente cabíveis”.

O prefeito de Mangaratiba, Alan Bombeiro (PP), afirmou à CNN que não recebeu nenhuma denúncia relacionada a festa do jogador. (Estadão Conteúdo)