Esporte

Festa de Ano Novo de Neymar tem repercussão negativa

Festa de Ano Novo de Neymar tem repercussão negativa
Crédito da foto: Reprodução / Instagram

A festa de ano-novo que terá a presença de Neymar, em Mangaratiba, no litoral sul do Rio de Janeiro, repercutiu na imprensa fora do Brasil de forma bastante negativa. Os veículos criticaram o jogador do Paris Saint-Germain por realizar um grande evento, com a presença de centenas de pessoas, em meio à subida de casos de coronavírus no País.

O jornal italiano Gazzetta Dello Sport destacou que, apesar dos celulares não poderem entrar no evento que será realizado em uma vila particular alugada, a polêmica explodiu na internet por conta dos problemas com a Covid-19, definindo o Brasil como “curvado” pelo vírus.
Já o francês L’Équipe classificou o evento como “a festa da discórdia no Brasil”. “Um réveillon que questiona por completo a Covid-19”, disse o Le Figaro em sua manchete sobre a festa.

Leia mais  Torcedores vão ao Maracanã na final da Libertadores

Com certa dose de ironia, o espanhol Marca noticiou que a festa “só” terá 150 convidados, em vez dos 500 que haviam sido informados inicialmente pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Manchete parecida com a que fez o jornal A Bola, de Portugal. Na Inglaterra, o The Guardian definiu a festa como “macabra” e disse que Neymar é acusado de “dançar nos túmulos da pandemia”.

Convidados

Os primeiros convidados da festa já chegaram ao litoral sul do Rio. A DJ Miss Natália publicou uma foto usando uma pulseira com a localização da festa, que seria necessária para poder entrar, segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Em outras fotos, ela aparece com a youtuber Ana Liz Bittencourt.

Diversos músicos famosos estão na lista de atrações, como Alexandre Pires, Kevinho, Jeito Moleque, Bruninho e David. O grupo de pagode Vou Pro Sereno confirmou a participação à emissora CNN através de sua assessoria de imprensa.

Leia mais  City ganha do Brigthon no Inglês

Em resposta ao portal Uol, o Ministério Público do Rio afirmou que analisa o caso. Em nota, o MP afirmou que “a Promotoria de Justiça com atribuição em Mangaratiba está analisando as representações encaminhadas para adoção das medidas eventualmente cabíveis”.

O prefeito de Mangaratiba, Alan Bombeiro (PP), afirmou à CNN que não recebeu nenhuma denúncia relacionada a festa do jogador. (Estadão Conteúdo)

Comentários