Esporte

Em jogão por Libertadores, Timão e Athletico-PR ficam no 3 a 3

O resultado foi justo, mas ruim para as duas equipes e menos mal para o Timão, que se manteve em oitavo, com 49 pontos
Gustavo Mosquito marcou dois dos três gols alvinegros, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão. Crédito da foto: André Anselmo / Futura Press / Estadão Conteúdo (11/2/2021)

Lutando por vaga na Copa Libertadores, Corinthians e Athletico-PR fizeram nesta quarta-feira (10) um jogão na Neo Química Arena, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, e empataram por 3 a 3. O resultado foi justo, mas ruim para as duas equipes. Menos mal para o Timão, que manteve-se em oitavo, agora com 49 pontos. Os paranaenses, em 10º, com 47, estariam fora da competição sul-americana neste momento.

O primeiro tempo do jogo em Itaquera foi muito bom. Não apenas pelos quatro gols, mas porque as duas equipes fizeram um jogo franco. O Timão abriu o placar logo com dois minutos: Cantillo lançou Fagner, que de cabeça serviu Mosquito. Ele deu um belo chapéu no marcador e bateu colocado, de esquerda, no canto direito de Santos.

A resposta do Furacão veio aos 13’. Renato Kaizer tocou para Canesin, que achou Abner livre de marcação. O lateral recebeu e encheu o pé. Outro golaço — e falha feia do sistema defensivo do Corinthians. Quatro minutos depois, o Timão se redimiu: após cobrança de escanteio, Fagner lançou na área, Gil tocou de cabeça e encontrou Gabriel entrando nas costas da zaga. O volante só teve o trabalho de tocar de cabeça para o gol.

Leia mais  Tiger Woods sofre acidente de carro e é hospitalizado

As inversões de jogo continuavam confundindo a defesa corintiana. Aos 34’, em jogada que cruzou a área, Nikão chutou, Cássio defendeu parcialmente e Canesin aproveitou o rebote.

O segundo tempo começou com várias chances de gols. Santos salvou o Furacão duas vezes. Depois, Renato Kaizer driblou Cássio duas vezes, tocou para Nikão, Gil salvou em cima da linha e, no rebote, com o gol aberto, Vitinho acertou o travessão. O gol estava “maduro” para os dois lados, e saiu aos 10 minutos para o Corinthians. Mosquito recebeu de Araos e chutou cruzadom marcando pela segunda vez.

O Furacão acabou por empatar pela terceira vez aos 27’. Em jogada pela direita, Nikão cruzou rasteiro, Renato Kaizer não alcançou, mas Vitinho não perdoou. Bateu firme e fez 3 a 3. (Almir Leite – Estadão Conteúdo)

Corinthians 3 x 3 Athletico-PR

Corinthians – Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel (Xavier) e Cantillo; Gustavo Mosquito (Ramiro) Araos (Lucas Piton) e Otero (Mateus Vital); Léo Natel. Técnico: Vagner Mancini

Leia mais  Sorocabanos se destacam em torneios de futebol de mesa

Athletico-PR – Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Alvarado (Luan Patrick), Christian (Vitinho) e Canesin; Nikão, Renato Kaizer e Carlos Eduardo (Jadson). Técnico: Paulo Autuori

Gols – Gustavo Mosquito, aos 2, Abner, aos 13, Gabriel, aos 17, e Canesin, aos 34 minutos do 1º tempo; Mosquito, aos 10, e Vitinho, aos 27 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos – Gabriel, Fábio Santos e Mateus Vital

Árbitro – Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Local – Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Comentários