Esporte

Conquistas motivam técnico Ricardinho

O sucesso foi tão rápido que às vezes até ele mesmo não acredita
Em quatro temporadas, treinador já conquistou tudo. Crédito da foto: Guilherme Mansueto / Magnus Futsal

Em 2020, o Magnus Futsal fez uma campanha que entrou para a história. Foi campeão invicto do Campeonato Paulista e da Liga Nacional de Futsal (LNF). Agora, a pergunta que o torcedor sorocabano faz é: como seguir com a vontade de ganhar taças, após um ano tão vitorioso? O responsável por manter essa chama acesa é o técnico Ricardinho.

“É manter o que a gente fez e trabalhar muito o individual, a parte mental dos atletas para que quem conquistou a primeira, conquiste duas, três e quem conquistou a quatro, cinco, continuar no topo. Aproveitar e ter a foto na parede, que é para sempre”, falou.

As 23 vitórias e quatro empates nos 27 jogos de 2020 deixam o clube de Sorocaba ainda mais em evidência. “Será o time a ser batido”, conforme o técnico. Por isso, grande parte do elenco campeão foi mantido e um jogador foi contratado: o experiente pivô Sinoê, de 36 anos, que traz na bagagem dois títulos da LNF, uma Libertadores e um Mundial de Clubes.

Leia mais  City e Real Madrid abrem vantagem

“Sinoê é um cara muito vitorioso na carreira, um dos melhores pivôs. Quis vir para uma equipe para disputar títulos, para se reinventar. Ele vai ser muito útil para para nossa equipe”, apontou Ricardinho, que vai para a quarta temporada na carreira e, desde 2018, levantou Mundiais, Liga Nacional, Campeonato Paulista.

O sucesso foi tão rápido que às vezes até ele mesmo não acredita. “Às vezes, eu estou no chuveiro e fico: caramba, campeão invicto, campeão mundial, campeão de tudo praticamente. Mas temos que seguir com humildade, sempre aprendendo. Esse é o segredo. Estou muito feliz no patamar que consegui chegar”, contou.

Além de títulos e recordes, Ricardinho valoriza ainda mais outro aspecto: as boas relações humanas. Ele, como comandante, visa cada vez mais transformar a vida dos seus jogadores através do esporte. “Independente de
qualquer troféu, transformar a vida dos atletas, esse é o meu maior objetivo. Claro que a gente luta para ganhar, mas ver os jogadores e a equipe entre os melhores do mundo é muito legal”, finalizou. (Zeca Cardoso)

Comentários