Esporte

Brasileiros aprovam novas datas das Olimpíadas

Tóquio terá Jogos Olímpicos de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 e Paralímpicos a partir de 24 de agosto
Brasileiros aprovam novas datas das olimpíadas
Calderano elogiou calendário nas redes sociais. Crédito da foto: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa

A definição da data dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, anunciada nesta segunda-feira (30), encerrou de vez a angústia de atletas e dirigentes. A maioria elogiou a divulgação do novo calendário. Após a confirmação, na semana passada, de que a competição ficaria para o ano que vem — por conta da pandemia do novo coronavírus –, agora todos se dizem mais aliviados ao saber que a Olimpíada será disputada de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 e a Paralimpíada está marcada para começar em 24 de agosto e terminar em 5 de setembro.

O anúncio da data dá a todos a certeza de poder montar um cronograma eficiente de treinos e competições. Nas redes sociais, vários atletas publicaram links e imagens com a notícia de que a Olimpíada já tinha uma data remarcada. O mesatenista Hugo Calderano, o ginasta Arthur Nory e o velejador Robert Scheidt foram alguns dos nomes que colocaram nas contas pessoais do Instagram postagens em tom positivo sobre a divulgação da nova data. Apesar de ser realizada em 2021, o evento manterá o nome de Tóquio-2020.

Leia mais  Tóquio admite Olimpíada com menos espectadores por causa da Covid-19

Multicampeão paralímpico, o nadador Daniel Dias engrossou o coro das comemorações pela data. “Agora já temos data! Que a contagem regressiva recomece!”, publicou no Twitter. O dono de 12 ouros nas três últimas edições é um dos favoritos do Brasil para ganhar ainda mais premiações nas piscinas japonesas no próximo ano.

Mesmo aposentado, o ex-ginasta Diego Hypólito também se manifestou nas redes sociais. O medalhista de prata na prova de solo nos Jogos do Rio, em 2016, afirmou que o momento não é só de pensar nos treinos, mas também em cuidar da saúde e se prevenir da pandemia do novo coronavírus.

“Todos os ginastas do Brasil estão em suas casas fazendo preparação e tentando se cuidar, de acordo com as informações que todos temos. Agora é orar e esperar! Falta bastante tempo para o dia 23 de julho! Mas agora só consigo pensar em vidas!”, escreveu.

Leia mais  CT do São Paulo é atingido por bomba, mas ninguém é ferido

COB concorda

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) também avaliou como positiva a definição da nova data dos Jogos de Tóquio. Para a instituição máxima dos esportes olímpicos no País, o novo calendário é positivo para os atletas e treinadores brasileiros, visando uma melhor preparação para o evento. “É muito importante principalmente para os atletas, que estavam angustiados com essa indefinição”, afirmou o presidente da entidade, Paulo Wanderley, que apontou ainda os aspectos práticos dessa decisão.

“O COB poderá discutir, de forma mais detalhada, com todos os parceiros e fornecedores sobre a organização da participação brasileira nesta edição dos Jogos. Isso permitirá que o foco seja direcionado ao enfrentamento desse momento que estamos passando”, completou. (Da Redação, com Estadão Conteúdo)

Comentários