Economia

Sony vai fechar fábrica no País e deixar de produzir TVs

Apesar do fechamento da fábrica, a Sony afirma que manterá operações locais para oferecer suporte ao consumidor
Bolsonaro sanciona lei que libera sorteios de prêmios na TV e rádio
A empresa afirma que a decisão considera “o ambiente de mercado e a tendência esperada para os negócios”. Crédito da foto: Pxhere

Presente há quase 50 anos no Brasil, a fabricante de eletrônicos Sony vai fechar sua fábrica na Zona Franca de Manaus e deixará de vender TVs, câmeras e produtos de áudio no País a partir de março de 2021. A informação, divulgada inicialmente em um comunicado enviado na segunda-feira pela japonesa a parceiros, varejistas e entidades do Amazonas, foi confirmada nesta terça-feira (15).

A empresa afirma que a decisão considera “o ambiente de mercado e a tendência esperada para os negócios”. A companhia ainda diz que outras quatro divisões — games, soluções profissionais, música e audiovisual, que inclui cinema e TV — seguirão funcionando no Brasil.

Apesar do fechamento da fábrica, a Sony afirma que manterá operações locais para oferecer suporte ao consumidor. Em abril de 2019, a empresa já havia deixado o mercado de smartphones no País.

Tanto na nota oficial quanto no comunicado enviado ao governo do Amazonas não há detalhes sobre como ficarão os trabalhadores da indústria. A empresa tem 300 empregados no polo industrial. (Estadão Conteúdo)

Comentários