Economia

Site de emprego criado em Sorocaba traz inovações

Plataforma digital chega a 180 cidades e tem parcerias com universidades
Site de emprego criado em Sorocaba traz inovações
Panagiote Toscas iniciou startup Burh há um ano e meio. Crédito da foto: Emidio Marques

A internet virou uma ferramenta importante na busca por emprego, mas nem sempre os candidatos têm acesso a todas as vagas ou sabem onde exatamente se cadastrar. Há um ano e meio foi criada uma startup em Sorocaba com um banco único de recursos humanos, que já beneficiou mais de 3 mil pessoas em colocações profissionais.

O empresário Panagiote Carvalho Toscas Junior, mais conhecido como Junior Toscas, é o fundador da empresa denominada Banco Único de Recursos Humanos (Burh). Ele ressalta que a plataforma digital é a única gratuita no Brasil tanto para os contratantes como para os candidatos.

Com a internet e aplicativos com o Burh, a época de deixar currículos nas portas das empresas de recrutamento, bem como onde havia vagas abertas, ficou para trás. Além da facilidade para se encontrar um novo emprego, se economiza o tempo de ir de um lugar a outro.

A plataforma com origem em Sorocaba tem mais de 400 empresas cadastradas, além da parceria firmada com a Esamc, Uniso, Fatec e Facens. O Burh oferece vagas aos candidatos por meio de geolocalização, permitindo que eles façam um perfil, e tenham um feedback dos processos seletivos, pois acompanham o processo em tempo real, sabendo se foram ou não aprovados.

As empresas costumam levar um mês em média para encerrar um processo seletivo, mas também pode ocorrer em uma semana. E para não haver o risco de alguém se inscrever numa vaga antiga, após um mês ela fica oculta, diz Toscas.

Para as empresas cadastradas, o benefício está na facilidade em encontrar o colaborador em menor tempo. A própria plataforma organiza automaticamente os candidatos, usando como critério as capacidades profissionais e também pode encontrá-los nas universidades parceiras. Além disso, o processo seletivo pode ser feito a distância e em grupo.

O Burh alcança 180 cidades brasileiras, em várias regiões do País. A maior adesão é no Estado de São Paulo, especialmente na região de Sorocaba, de acordo com o empresário. Das 200 mil pessoas cadastradas, 3.200 saíram do desemprego. A plataforma também oferece vagas para portadores de deficiência.

Renda

Mas de que maneira a plataforma gera renda como empresa, que mantém inclusive uma equipe de programadores, técnicos e especialistas em recursos humanos? O rendimento, segundo Toscas, vem de duas formas. A primeira fonte é pela audiência, que chega a um milhão de visualizações mensais, e a segunda é a cobrança na modalidade Plano Premium, na qual as empresas cadastradas possuem algumas vantagens em comparação às demais.

No Plano Premium, a empresa pode abrir vaga sigilosa (o candidato desconhece a empresa inicialmente), customizar o processo seletivo e ter o slogan em suas publicações.

A auxiliar administrativa Amanda Vieira Kocsis, da empresa Interim Management & Strategy Advisores (IM&SA), é um dos profissionais que conseguiu uma colocação no mercado trabalho pela plataforma. Segundo ela, o serviço facilita as buscas por vagas, sem cobrar por isso.

Amanda, que faz a intermediação entre a IM&SA e as empresas clientes, além de outras funções, disse ter indicado a plataforma para vários conhecidos. 

Comentários