Economia

Governo manterá usinas térmicas acionadas

Com a permanência dos níveis dos reservatórios de hidrelétricas baixos, o governo decidiu manter as usinas termelétricas acionadas e a importação de energia elétrica. A decisão foi tomada pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), órgão presidido pelo Ministério de Minas e Energia, em reunião realizada na quarta-feira (3).

A decisão do órgão deve seguir as diretrizes estabelecidas no início de janeiro, quando o órgão limitou o despacho das térmicas e a compra de energia de outros países até 16,5 mil megawatts (MW) médios. Na ocasião, o MME explicou que a medida privilegia o uso de usinas mais baratas.

Segundo a pasta, a decisão visa a “menor degradação dos armazenamentos dos reservatórios”. “Diante da permanência dos cenários de afluências críticas, baixos armazenamentos nos reservatórios das usinas hidrelétricas e restrições relativas aos usos múltiplos da água, o CMSE manteve a diretriz de adoção das medidas excepcionais para o devido atendimento à carga”, diz em nota. De acordo com a nota, a situação é mais crítica no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que finalizou o mês de janeiro com 23,2% de armazenamento – menor nível desde 2015. (Estadão Conteúdo)

Comentários