Economia

Empresas e institutos poderão ter incentivo no PTS

A Câmara Municipal de Sorocaba aprovou nesta quinta-feira (12) por unanimidade, o projeto de lei ordinária 174, autorizando a Prefeitura de Sorocaba a conceder incentivos fiscais às empresas, universidades e institutos de pesquisa públicas ou privadas instaladas no Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS). Com isso, o parque ganha o status de “Zona Franca de Inovação”.

De acordo com o presidente do PTS, Roberto Freitas, a aprovação da lei abre as portas do parque para uma série de avanços, entre elas a atração de empresas e projetos de base tecnológica para a cidade, a criação de mais laboratórios de pesquisa e ações que ajudem na geração de empregos de qualidade.

“Isso faz de nós a melhor opção para as empresas interessadas em investir em tecnologia, pesquisa e inovação. Criamos o conceito de “Zona Franca de Inovação” exatamente por isso, para marcar essa nova fase do Parque Tecnológico”, diz Freitas. “Estamos dando um salto que nos fará crescer de modo exponencial nos próximos cinco anos”, prevê o presidente do PTS.

Leia mais  Governo estuda crédito extra para o BEm, fora do teto

Freitas ressalta a contribuição do parque tecnológico nos últimos anos, “como as cerca de 70 mil pessoas que passaram por seus cursos e eventos, as 12 mil crianças da rede municipal de ensino atendidas no Laboratório da Lego Education dentro do Parque, os mais de 300 empregos gerados, mais de 150 alunos atendidos na Universidade Virtual, 100 startups apoiadas e aproximadamente R$ 5 milhões que retornam para os cofres públicos por ano em razão do lucro das empresas”.

Para 2018, segundo ele, estão previstos investimentos como a criação de um FAB Lab (conceito em inglês que significa “laboratório de fabricação”, um espaço onde pessoas de diversas áreas se reúnem para realizar projetos de fabricação digital de forma colaborativa), a instalação de uma escola de Economia Criativa e outras ferramentas importantes para o desenvolvimento do parque tecnológico.

Leia mais  Pequenos negócios geram quase 70% dos empregos em fevereiro

“Nosso parque caminha para o futuro e tem muito a contribuir para o crescimento da nossa cidade”, diz Roberto Freitas. (Com informações da Secom)

Comentários