Economia

Diniz: ‘não adianta tentar achar monstro’

Diniz: ‘não adianta tentar achar monstro’
O técnico do São Paulo evitou especular razões de mais uma eliminação. Crédito da foto: Agustin Marcarian / AFP (28/10/2020)

Pelo segundo mata-mata consecutivo, um gol nos acréscimos do duelo de volta altera o rumo da série envolvendo o São Paulo. Se o time ainda conseguiu avançar na disputa de pênaltis contra o Fortaleza, pela Copa do Brasil, não houve jeito diante do Lanús. Ainda que a equipe paulista tenha triunfado por 4 a 3, o Lanús se classificou na quarta-feira (4), pois havia triunfado por 3 a 2, se garantindo nas oitavas de final graças ao maior número de gols marcados como visitante.

Fernando Diniz se negou a dar uma opinião firme, afirmando não saber explicar o que leva o time a sofrer gols decisivos no final de partidas de mata-matas. Para ele, é difícil encontrar a razão para algumas oscilações. “Não adianta tentar achar monstro”, disse.

“Se foi por maturidade, é especular. Tem que ter uma certa humildade que tem coisa que não consegue explicar. A zaga estava postada (contra o Fortaleza), com os dez jogadores próximos da bola e tomamos o gol”, acrescentou.

Leia mais  China supera EUA e agora é 1º parceiro comercial da UE

Para Diniz, mais do que o gol nos acréscimos, o fator decisivo para a eliminação do São Paulo foi o desempenho ruim no primeiro tempo, em que o time foi ao intervalo perdendo por 2 a 1. “Não dá para saber porque entrou desligado, mas foi um primeiro tempo que não podíamos ter feito. Tínhamos que fazer o que fizemos no segundo tempo, com mesma agressividade e entrega. Teríamos ganhado o jogo até com uma tranquilidade”, acrescentou o treinador.

E agora?

Fora da Sul-Americana, o São Paulo está nas quartas de final da Copa do Brasil e briga pelas primeiras posições do Brasileirão — é o quinto colocado, com três jogos a menos, e o time que menos perdeu pontos no torneio. Voltará a jogar amanhã (7), no Morumbi, diante do Goiás, pela 20ª rodada do Nacional.

Leia mais  Senado votará PEC que destrava auxílio

Porém, o retrospecto do ano machuca. Nesta temporada, também no Morumbi, o time caiu nas quartas de final do Campeonato Paulista para o Mirassol. E ainda deixou a Libertadores na fase de grupos. (Leandro Silveira – Estadão Conteúdo)

Comentários