fbpx
Economia

Como ensinar finanças para seu filho que acabou de entrar na faculdade

Embora os estudantes universitários possam revirar os olhos com a ideia de fazer um orçamento, saber como administrar o dinheiro é vital para a experiência da faculdade. Se seu filho está usando seu próprio dinheiro, recebendo sua ajuda, usando ajuda financeira ou um pouco dos três, a faculdade é uma experiência cara que se torna mais onerosa com práticas de gastos inadequadas. Ao passar algumas palavras de sabedoria, você pode dar ao seu calouro as ferramentas necessárias para começar a faculdade com o pé direito e um caminho financeiro adequado.

finanças para filhos1. Crie um orçamento

Estudantes despreocupados do ensino médio gastam, frequentemente, o que quer que esteja em sua conta bancária, vivendo da generosidade dos pais ou de uma renda de um emprego de meio período. Depois que o aluno ingressa em uma faculdade, um orçamento se torna crucial.

Se seu filho foi ou não exposto a um orçamento, é importante que você se sente para examinar as finanças. Mapeie seus vários fluxos de renda, incluindo o dinheiro que você fornecerá, a renda de um emprego e o dinheiro proveniente de empréstimos para estudantes, subsídios e outros tipos de ajuda financeira.

Leia mais  Um amor de madrinha e uma quase segunda mãe

Em seguida, mostre a ele como categorizar as despesas para que ele saiba para onde tudo está indo. Embora não seja possível forçar seu filho a cumprir um orçamento, você pode se sentir confiante de que ele sabe como usá-lo e ter uma imagem clara do que é, ou não, acessível.

2. Use serviços online

Os estudantes universitários provavelmente não se sentam e repassam as finanças em uma planilha do Excel — especialmente quando há melhores opções disponíveis. Em vez disso, mostre ao seu filho um serviço online ou aplicativo de smartphone que torne a gestão do dinheiro fácil e conveniente. Afinal, esse smartphone está praticamente colado à mão dele de qualquer maneira.

Alguns aplicativos, como o GuiaBolso, facilitam o gerenciamento de dinheiro para um estudante universitário ocupado ou esquecido. O app permite que os usuários façam upload de informações de conta e despesas bancárias, para que ele possa gerenciar todas as suas contas em um único local.

Leia mais  Comércio e serviços puxam contratações em Sorocaba

O aplicativo torna o orçamento um pouco mais acessível para um estudante de faculdade que está ocupado e em movimento. Isso garante menos pagamentos e contas perdidas, além de fácil acesso aos saldos das contas.

3. Minimize a dívida do aluno

Existem várias maneiras de minimizar a dívida dos estudantes. Certifique-se de cobrir todas as bases antes de enviar seu calouro para a faculdade.

Gaste nas coisas certas. Naturalmente, os estudantes universitários não devem usar ajuda financeira para financiar festas, mas a tentação é uma coisa poderosa. Aproveite o tempo para impressionar a importância de usar a dinheiro com sabedoria.

Um empréstimo online Moneyman, por exemplo, pode ser uma grande ajuda, mas é seu trabalho como pai definir o que é e o que não é bom para o seu filho de como usar o dinheiro do empréstimo. Aulas, livros, moradia e talvez planos de alimentação — não passeios sociais, roupas novas ou comprar cerveja para uma festa.

Leia mais  Banco do Povo tem horário especial de atendimento

4. Tome cuidado com cartões de crédito

Se ir para a faculdade é como zarpar em um vasto oceano, as empresas de cartão de crédito são os tubarões. Eles atacam especificamente calouros novos e inexperientes, apostando na noção de que os calouros estão precisando de dinheiro e animados com a perspectiva de dinheiro “fácil”.

Eles também esperam que os calouros sejam descuidados com cartões de crédito, acumulando taxas atrasadas e altos juros. As empresas de cartão de crédito geralmente atraem os estudantes com ofertas centradas na faculdade, como a promessa de ingressos gratuitos para shows.

Faça uma regra com seu filho: se ele ou ela quiser um cartão de crédito, vocês dois poderão escolher o melhor juntos. Os alunos nunca devem se inscrever para um cartão de crédito estudantil por capricho. Em vez disso, você pode falar sobre os prós e contras de diferentes cartões, definir um limite de gastos razoavelmente baixo e procurar cartões com pontos ou recompensas em dinheiro de volta.

 

Comentários