Economia

Bolsa fecha em alta de 1,05%, apesar do exterior

Bolsa fecha em alta de 1,05%, apesar do exterior
Crédito da foto: Miguel Schincariol / Arquivo AFP

Em ajuste ao forte avanço do dia anterior em Nova York, que chegou a 2,56% no Nasdaq, o Ibovespa teve retorno positivo do feriado da Padroeira, apesar da aversão a risco que prevaleceu ontem no exterior, em meio à segunda onda de Covid-19 na Europa, a suspensão dos testes clínicos com vacina da Johnson & Johnson e em medicamento da Eli Lilly, além da falta de avanço sobre o pacote fiscal nos EUA.

Assim, o principal índice da B3 fechou no maior nível desde 17 de setembro (100.097,83 pontos), em alta de 1,05%, a 98 502,82 pontos. Em outubro, avança 4,12%, cedendo 14,82% no ano.

A volta do feriado foi marcada por nova valorização do dólar, em dia de noticiário negativo no exterior. No mercado doméstico, esse cenário se somou aos temores da falta de andamento das reformas e fizeram o real ser uma das moedas com o pior desempenho ante o dólar ontem, levando o Banco Central a intervir no mercado, ofertando US$ 560 milhões de dólares à vista. Após superar os R$ 5,62 antes do leilão do BC, o dólar à vista terminou o dia em alta de 0,94%, cotado em R$ 5,5783. (Estadão Conteúdo)

Comentários