Economia

Arrecadação do IPVA cresce 6% na região de Sorocaba

No município também houve aumento, de 8%, para R$ 196 milhões
Arrecadação do IPVA cresce 6% na região de Sorocaba
Donos de veículos com o imposto atrasado podem parcelar no cartão de crédito. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (4/10/2018)

Os donos de veículos na região de Sorocaba (58 municípios) recolheram R$ 565,58 milhões no calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019, que vai de janeiro a março. O valor é 6% maior que o arrecadado no mesmo período do ano passado, segundo a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.

Leia mais  Donos de 307 mil veículos pagarão o IPVA em Sorocaba neste ano

 

No total, 557 mil proprietários de veículos quitaram o imposto (à vista, com desconto, em janeiro; em parcela única (sem o desconto) em fevereiro; ou dividiram em três vezes). Outros 103,5 mil donos de veículos, que optaram pelo parcelamento do imposto, recolheram apenas uma ou duas parcelas.

Considerando o município de Sorocaba, a arrecadação também aumentou. Passou de R$ 181,6 milhões nos três primeiros meses de 2018 para R$ 196 milhões no mesmo período de 2019, uma alta de 8%. No Estado, o crescimento na arrecadação foi de 7%, para R$ 11,13 bilhões.

Mesmo com a saída de veículos de mais de 20 anos de fabricação da base de incidência do IPVA, a entrada veículos zero-quilômetro na frota tributável contribuiu para o aumento da arrecadação, conforme a Secretaria da Fazenda. “O IPVA é uma receita importante para o Estado e para os municípios paulistas”, diz o secretário Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda.

Do IPVA arrecadado, 20% são destinados ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O valor remanescente é repartido 50% para o Estado e 50% para o município de registro do veículo.

Os proprietários em atraso com o IPVA podem quitar o tributo na rede bancária, à vista, ou com cartão de crédito nas fintechs conveniadas Taki e PinPag, informa a secretaria. Caso permaneça a inadimplência do IPVA, após o prazo para licenciamento do veículo, o proprietário estará circulando irregularmente e poderá ter o veículo apreendido. Mais informações estão disponíveis no portal.fazenda.sp.gov.br.

Licenciamento pode ser parcelado

O prazo para licenciamento de veículos começou no Estado de São Paulo e para os com placa final 1 vence este mês. Fintechs permitem parcelar este e outros débitos do veículo, como IPVA, DPVAT (seguro obrigatório) e multas.

De acordo com levantamento da plataforma on-line Helpay, os números indicam que, embora seja possível se antecipar ao calendário de pagamento, muitos condutores ainda saem pelas ruas com o veículo irregular. Desemprego ou falta de planejamento e organização financeira estão entre os motivos do atraso no licenciamento.

O parcelamento pode ser feito em até 12 vezes e com até 4 cartões de crédito diferentes, conforme a Helpay. O custo do licenciamento é de R$ 90,20 para todos os veículos. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO