Economia

Abate de bovinos cai 9,7% e o de suínos sobe 5,9% no 2º trimestre

Em relação ao primeiro trimestre de 2020, a queda foi de 1,2% no abate de bovinos
Abate de bovinos cai 9,7% no 2º trimestre
O abate de suínos, por outro lado, teve aumento de 5,9%. Crédito da foto: Arquivo Agência Brasil

O País registrou o abate de 7,17 milhões de cabeças de bovinos sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária no segundo trimestre, queda de 9,7% ante igual período de 2019. Em relação ao primeiro trimestre de 2020, a queda foi de 1,2%. Os dados são da divulgação preliminar das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Enquanto o abate de bovinos registrou queda no segundo trimestre, o abate de suínos avançou, com 12,07 milhões de cabeças no segundo trimestre de 2020, um aumento de 5,9% em relação a igual trimestre de 2019 e de 1,6% frente ao primeiro trimestre de 2020.

Já o abate de frangos recuou. No segundo semestre de 2020, foram abatidas 1,40 bilhão de cabeças de frango, redução de 1,6% em relação a igual trimestre de 2019 e queda de 7,2% frente ao primeiro trimestre de 2020.

A produção de ovos de galinha registrou aumento de 1,9% em relação a igual período de 2019, mas estabilidade frente ao primeiro trimestre de 2020. O total produzido ficou em 965,41 milhões de dúzias. (Estadão Conteúdo e Agência Brasil)

Comentários