Cultura

Sorocabano é finalista da 14ª edição do Prêmio Barco a Vapor

O escritor sorocabano João Paulo Hergesel está entre os oito finalistas da 14ª edição do Prêmio Barco a Vapor, promovido pela Fundação SM com o objetivo de revelar novos autores, estimular a criação literária nacional e propiciar aos jovens leitores o acesso a textos inéditos e de qualidade.

Considerada um das premiações mais importantes do segmento, o Prêmio Barco a Vapor já premiou figuras consagradas da literatura como Stella Maris Rezende, Caio Riter e Flávio Carneiro.

Neste ano, o concurso recebeu 1.098 inscrições. “Quando vi meu nome [na lista de finalistas], nem acreditei. Sabe aquela sensação de que ainda era um sonho? Foi mais ou menos isso. Demorou para a ficha cair, e nem sei se ela já caiu totalmente”, afirma Hergesel, que considera que representar o nome da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) já “é uma grande vitória”.

Leia mais  Sorocabanos são selecionados para Prêmio VIP de Literatura

Além do Brasil, o concurso é realizado no Chile, México, Argentina, Porto Rico, República Dominicana, Colômbia, Peru e Espanha.

Autor de 14 livros, Hergesel se classificou entre os oito finalistas pela história infantojuvenil inédita intitulada “Que presepada!”, indicada para crianças de 8 a 10 anos. A obra, detalha o autor, narra a história de uma vaca de presépio que sonha em ser rena de Papai Noel e luta contra os preconceitos para tentar realizar essa vontade. “Uma das exigências do concurso é justamente o ineditismo da obra. Mas a obra vencedora será publicada”, diz. “Sei que é uma tarefa difícil, porque tem muita gente experiente na final, mas só o fato de ser um dos oito finalistas, já considero uma vitória gigante”, complementa.

O anúncio dos vencedores está programado para 17 de julho. “Não me imagino como vencedor, porque tem muita gente competente nessa final. Mas ter passado pela “peneira” já me motiva a continuar produzindo narrativas infantojuvenis”, conclui o escritor.

Comentários