Cultura

Secult faz consulta pública sobre prêmios

Iniciativa visa reformular as leis municipais, participativamente, para garantir participação dos artistas da cidade
Secult faz consulta pública sobre prêmios
O Prêmio Professor Flávio Gagliardi de Artes Visuais foi instituído há 20 anos. Crédito da foto: Alexandre Lombardi / Secom Sorocaba

A Secretaria de Cultura (Secult) abriu consulta pública para colher sugestões de alterações para o Prêmio Professor Flávio Gagliardi de Artes Visuais e o Prêmio Anual Sorocaba de Literatura. Ambas as premiações, instituídas por lei e que visam reconhecer valorizar os artistas dessas modalidades que se destacaram ao longo do ano, foram canceladas em 2018.

A consulta pública foi aberta na última sexta-feira e prossegue até o dia 3 de abril. As opiniões serão recebidas exclusivamente pelo e-mail linc@sorocaba.sp.gov.br.

Leia mais  Prefeitura projeta parque em área do Casarão de Brigadeiro Tobias

 

A Secult alega que a iniciativa visa reformular as leis municipais, através de uma construção participativa, para garantir a ampliação da participação dos artistas da cidade nas duas premiações. A pasta acrescenta que após o fim do prazo da consulta pública — e assim que receber as sugestões das câmaras temáticas de artes visuais e literatura do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) — vai encaminhar as propostas à Secretaria de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais (SAJ) para análise.

Após análise jurídica, as câmaras temáticas, junto com o CMPC, vão trabalhar numa proposta de alteração das leis. Na sequência, as mesmas serão enviadas à Câmara Municipal para votação para posterior publicação dos editais.

Suspensos

Instituído pela lei municipal 11.182, de 24 de setembro de 2015, o Prêmio Anual Sorocaba de Literatura visa valorizar e divulgar a produção literária local promover o incentivo à leitura e o contato da população com autores sorocabanos. No ano passado, a premiação foi cancelada pela Prefeitura com a promessa de reformulação e retorno em 2019, “com um novo formato e abrangendo um número maior de artistas”. Por meio de nota, a Secult defendeu que “a ideia é ampliar e modernizar a lei, incentivando não apenas os escritores que já possuem livro publicado, mas também quem ainda não tem sua obra publicada ou ainda quem escreve para mídias digitais, por exemplo”.

Na mesma linha, o Prêmio Professor Flávio Gagliardi de Artes Visuais, instituído há 20 anos e aperfeiçoado em 2014 por meio de lei municipal 10.989, visa reconhecer e valorizar os artistas visuais, bem como fomentar a produção artística local. (Da Redação)

Comentários