Cultura

Português conquista o Prêmio Camões 2020

Português conquista o Prêmio Camões 2020
Vítor Aguiar e Silva é professor e teórico português. Crédito da foto: Divulgação

O professor, teórico e escritor português Vítor Aguiar e Silva foi escolhido como o Prêmio Camões 2020. O autor é um dos signatários da Petição em Defesa da Língua Portuguesa Contra o Acordo Ortográfico, que conta mais de cem mil assinaturas até o momento. O anúncio foi feito ontem, pela ministra da Cultura de Portugal, Graça Fonseca.

“A atribuição do Prêmio Camões a Vítor Aguiar e Silva reconhece a importância transversal da sua obra ensaística, e o seu papel ativo relativamente às questões da política da língua portuguesa e ao cânone das literaturas de língua portuguesa”, explica a ata do Prêmio.

Segundo a mídia portuguesa, Vítor Aguiar e Silva é pesquisador da literatura portuguesa dos séculos 16 e 17, bem como da obra de Luís de Camões e das metodologias literárias. Ele nasceu em 1939, na freguesia de Real, em Penalva do Castelo, Viseu, município da região central de Portugal. Licenciou-se na Universidade de Coimbra, onde também obteve o doutoramento, em 1971. Foi professor ali até 1989, quando se transferiu para a Universidade do Minho, onde passou a exercer também a função de vice-reitor, entre 1990 e 2002. Ele é também um dos fundadores do Instituto Camões, entidade portuguesa que trabalha pela difusão do idioma e da cultura em outros países.

Leia mais  Casa do Ritmo faz live sobre mundo da percussão nesta segunda-feira

O prêmio

O vencedor ganha 100 mil euros, valor dividido entre os governos do Brasil e de Portugal. Criado em 1988 pelos governos do Brasil e de Portugal, o Prêmio Camões elege a cada ano, pelo conjunto da obra, um escritor de países onde o português é a língua oficial. Em 2019, o vencedor foi Chico Buarque, que agradeceu em vídeo apesar do presidente brasileiro não ter assinado o diploma. No ano anterior, foi Germano Almeida, de Cabo Verde.

Antes de Chico, o último brasileiro premiado tinha sido Raduan Nassar, em 2016. Além deles, os brasileiros ganhadores do Camões são: João Cabral de Melo Neto (1990), Rachel de Queiroz (1993), Jorge Amado (1994), Antonio Candido (1998), Autran Dourado (2000), Rubem Fonseca (2003), Lygia Fagundes Telles (2005), João Ubaldo Ribeiro (2008), Ferreira Gullar (2010), Dalton Trevisan (2012) e Alberto da Costa e Silva (2014). (Guilherme Sobota – Estadão Conteúdo)

Comentários