Cultura

Performance tem improvisação de gestos sonoros e coreográficos

Projeto reúne duplas de artistas e acontece hoje e no próximo sábado no Sesc
Na apresentação de hoje, o músico Thiago Salas atuará junto com a bailarina Maristela Estrela. Crédito da foto: Juliana Hilal / Divulgação

 

O Sesc Sorocaba sedia neste sábado (18) e no próximo sábado, às 17h, o evento DUPL.S, apresentação que conjuga gestos sonoros e coreográficos, com foco na improvisação. Hoje (18), a proposta é encampada pelo músico Thiago Salas e a bailarina Maristela Estrela. Na semana que vem, Patricia Bergantin e Pedro Macedo dividem o espaço cênico em um fluxo de energias entre o movimento da dança e o som do contrabaixo acústico.

Com direção artística de Talita Florêncio e Thiago Salas, a proposta consiste em não ter ensaios prévios ou construção/elaboração de uma obra para que os artistas participantes lidem com o imprevisto, o acaso e o provisório.

Thiago Salas é mestre Sonologia pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Trabalha com composição e improvisação em música experimental e contemporânea, arte sonora e performance, tendo atuado em parcerias com artistas de diversas linguagens em criações híbridas. Atuou com companhias de dança e teatro na composição de trilhas sonoras e direção musical. Seus trabalhos autorais envolvem relações entre corpo-espaço-objeto em poéticas que investigam o gesto e o desenvolvimento de novas tecnologias sonoras.

Desde 2012 tem trabalhado em uma série de composições plástico-sonoras intitulado “Paisagens”, que relaciona aspectos materiais e imateriais observados na dinâmica das cidades, tendo apresentado resultados desta pesquisa em diversos formatos como performances e instalações. Desde 2016 atua com pesquisa e produção artística com foco nas relações entre gesto e tecnologias junto à plataforma APT.LAB.

Maristela Estrela é artista da dança, diretora, coreógrafa e professora. É formada pelo Estúdio Nova Dança (São Paulo), do qual parte do coletivo de 2001 a 2006. Integrou a Cia. Oito Nova Dança e a Cia. Perdida, de Juliana Moraes. É artista-parceira da Balangandança Cia. desde 2006. Colaborou na preparação corporal para diversos artistas e companhias em São Paulo. Participou da residência no Lake Studios Berlin.

Trabalhou como criadora e performer na Minako Seki Company no projeto The Forest as Musical Score (Der Wald als Partitur) e como performer na instalação Topic Tropic and 44flavours do artista plástico Jan Brokof (Alemanha). É co-fundadora e co-diretora do Núcleo Cinematográfico de Dança.

O Sesc Sorocaba fica na rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade. A entrada é gratuita. (Da Redação)

Comentários