Cultura

Novos e velhinhos que vale conferir na Netflix durante a quarentena

Para fazer seus dias serem mais animados vamos elencar algumas sugestões de filmes para ser vistos no conforto do sofá
Bem-vindo a Marly-Gomont (2016) é dirigido por Julien Rambaldi. Foto: Divulgação

 

Tá complicado encarar uma programação cultural fora de casa, com tantos cancelamentos, e tudo por causa da pandemia do coronavírus. Todo cuidado é pouco e as alternativas são sempre bem recebidas. Para fazer seus dias serem mais animados, apesar desse momento complicado, e para quem vai preferir ficar no aconchego de sua casa, vamos elencar algumas sugestões de filmes para ser vistos no conforto do sofá. Prepare a pipoca e vamos lá!

Entre novos e velhinhos, muitas são as sugestões para os amantes da telinha. Vamos com sugestões da Netflix. Em seu catálogo tem aquelas produções que ficam escondidas, ou mesmo esquecidas. Vale dar uma olhadinha.

Tem lá um filme chamado The Revised Fundamentals of Caregiving, de 2016, que é escrito e dirigido por Rob Burnett. Produção tem como base obra de Jonathan Evison, na qual o autor se inspira em uma experiência pessoal. Benjamin (Paul Rudd) sofre uma tragédia pessoal e para de escrever, se isola, mas vai ocupar seu tempo com um curso para ser cuidador de pessoas com deficiência física. É aí que vai conhecer o jovem Trevor Conklin (Craig Roberts), que sofre de distrofia muscular. A relação dos dois, cheia de momentos emocionantes e engraçados, os leva a aprendizado mútuo.

Leia mais  ‘Revirada criativa’ tem palestras virtuais sobre temas diversos

Outro um pouco mais antigo, mas que tem uma pegada divertida é Bem-vindo a Marly-Gomont (2016), dirigido por Julien Rambaldi. Clichês, sim! Mas a história é legal, mostra a dura batalha de um médico Seyolo Zantoko (Marc Zinga), recém-formado em Kinshasa, capital do Congo, seu país de origem.

Ele aceita o convite para ser o médico de uma pequena cidade francesa. Essa pode ser sua oportunidade de ouro, mas é claro que a coisa não será tão fácil. No entanto, ele parte para sua aventura, em busca de seu objetivo maior, vai com a família, de mala e cuia. Só que não tinha ideia de todos os obstáculos que lhe seriam impostos, tendo de superar muitas barreiras financeiras e de preconceitos raciais.

Mais recente, Viver Duas vezes, dirigido por Maria Ripoll, também vem como uma história bem emocionante. Emilio (Oscar Martínez) percebe que algo anda errado, ao passar por consulta, é diagnosticado com Alzheimer. É aí que ele e sua família, encabeçados pela neta Blanca (Mafalda Carbonell), resolvem partir em busca do seu amor de infância.

Viver Duas vezes, dirigido por Maria Ripoll, também vem como uma história bem emocionante. Foto: Divulgação

 

Leia mais  Coronavírus adia final de 'The Walking Dead'

Um dos filmes mais novos no catálogo da empresa é Troco em Dobro, com o astro Mark Wahlberg que interpreta um ex-policial, que está saindo da penitenciária. Rapaz é do tipo problemático, mas daqueles que não conseguem ver alguém em encrenca que logo entra na briga para ajudar. Daí a fama de desajustado. Terá ao seu lado, em uma perigosa investigação, o lutador de MMA Hawk (Winston Duke). Eles se unem para proteger o amigo e treinador de boxe Henry (Alan Arkin). Ação é o que não falta, até chega a lembrar outros da mesma linha, mas vale conferir, pura diversão. (Estadão Conteúdo)

Comentários