Cultura

Irmãs sorocabanas vencem reality show de confeitaria

Júlia e Lia Canineu ganharam o episódio 23 do “Que Seja Doce”, da GNT
Irmãs sorocabanas vencem reality show de confeitaria
Júlia e Lia Canineu eram espectadoras do programa e resolveram arriscar uma participação. Deu muito certo. Crédito da foto: Divulgação

A chef sorocabana Júlia Canineu, de 22 anos, e sua irmã Lia Canineu, de 27, venceram o episódio 23 da sétima temporada do reality show “Que Seja Doce”, levado ao ar na última quarta-feira (31) pelo canal por assinatura GNT. No programa intitulado “Sabores a Jato”, elas impressionaram os jurados com suas receitas de cinnamon roll e arrebataram o prêmio com o “scone de framboesa com brigadeiro de queijo”, desenvolvido por Júlia.

No início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, Júlia e Lia (que é cantora e atriz e, até então, via a gastronomia apenas com curiosidade) voltaram de seus respectivos empregos em São Paulo para ficarem juntas da família, em Sorocaba, certas de que seria por um período curto. Mas, o tempo foi passando e, juntas, acabaram criando a Sou Gudis, um negócio próprio de produção de doces americanos. Entre eles, os cinnamon roll (rolinhos de canela), que lembram um pão doce muito saboroso e de aroma marcante. Já os scones são pãozinhos típicos ingleses, normalmente degustados junto com o tradicional chá britânico.

Leia mais  Paulo Gustavo segue estável e passa por pleuroscopia

Júlia se formou em gastronomia no Senac, em Águas de São Pedro, no ano de 2018, e estagiou em restaurantes renomados de São Paulo, como o Dom, de Alex Atála; e o Picchi, do chef Pier Paolo. No ano seguinte, trabalhou na cozinha do reconhecido The Roosevelt Hotel, em Nova Orleans, experiência que contribuiu para a sua expertise nos doces típicos dos Estados Unidos, como cookies, brownies, scones, cheesecakes, donuts, muffins e smores.

“Para mim, viver isso é engraçado, porque sempre fugi da confeitaria na faculdade, nos estágios e no trabalho”, conta Júlia. “Mas ela sempre deu um jeito de me encontrar!”, acrescenta. “Participar do ‘Que Seja Doce’ só confirmou isso. Nunca imaginei me tornar uma confeiteira e, com essa vitória, eu finalmente me senti uma. Não consigo ainda dimensionar o que ganhar a competição trará de impacto para minha carreira porque é muito recente, mas, pessoalmente, sem dúvida, me deu a certeza que estou no caminho certo. E que, sim, a confeitaria é também o meu lugar.”

Já a atriz e cantora Lia atribui à irmã seu sucesso na empreitada — afinal, como ela mesmo diz, estava fora da sua zona de conforto. “Eis que me tornei uma aprendiz de confeiteira, uma aprendiz de confeiteira atriz. Mas a Júlia que é a grande artista desta empreitada, da cabeça aos pés ela é uma artista dos sabores! Tenho aprendido demais com ela. Sempre digo que ela é o tempero da minha vida, a décima segunda que veio para completar a décima primeira. ” E finaliza: “Seja atuando, cantando, cozinhando ou qualquer que seja a ocupação, ao lado dela tudo vale a pena!”.

Leia mais  Morre golpista eternizado por Robert de Niro

Quem quiser saber mais sobre a empreitada das irmãs sorocabanas pode acessar o perfil @sougudis no Instagram e /sougudis no Facebook. (Da Redação)

Comentários