Cultura

Inquietações traduzidas em acrobacias

Assim é o espetáculo solo “Altissonante”, da artista Lu Menin, que será apresentado em Sorocaba no sábado
Na sexta-feira, Lu Menin ministrará uma oficina de circo, com ênfase nas artes do corpo. Crédito da foto: Divulgação

Sorocaba recebe, esta semana, duas atrações gratuitas na área de artes acrobáticas circenses. Selecionado pelo Edital Proac para Circulação de Espetáculos Circenses, o espetáculo “Altissonante”, primeiro solo da artista Lu Menin, co-fundadora do Circo Zanni Lu Menin, será apresentado em sessão gratuita no sábado, às 19h. Na sexta, a artista ministrará uma oficina de circo, também gratuita, com ênfase nas artes do corpo.

A encenação do espetáculo solo de Lu Menin expõe suas virtuoses acrobáticas e traz no roteiro importantes temas sobre o feminino. Ela trata das inquietações da mulher moderna, com todas as batalhas diárias, os ideais e as formas de lidar com essa necessidade de ser várias mulheres em uma só.

Tudo isso com uma delicadeza estética e um olhar crítico de como a sociedade lida com essa mulher completa, dona de sí e com total controle do mundo em que vive. Lu constrói a própria trajetória em um aparelho chamado Aereotório, que é uma estrutura autoportante em forma de oratório.

Leia mais  Festival Sorocasa começa nesta quarta (1º) com bandas em shows on-line

O espetáculo se apropria das artes do circo por meio das técnicas de parada de mãos e acrobacias aéreas, mas também constrói sua dramaturgia com canto, dança e teatro físico. Todos esses elementos são abraçados pela estética barroca que remete aos oratórios e às obras sacras do século 18, repletas de rococós, cores e informações visuais.

Não à toa, a artista, que é natural das Minas Gerais, traz no seu imaginário toda a riqueza da arte das cidades históricas e, no momento que decide e se apropria de sua criação solo, todo esse repertório chega com ela pelo olhar feminino de mulher, mãe, esposa e circense.

O espetáculo tem classificação etária de 10 anos, direção artística de Lu Lopes, com assistência de Maíra Campos, coreografia assinada por Marina Abib e Letícia Doretto e direção técnica de Pablo Nórdio.

A apresentação será na Usinarte Escola de Circo (alameda das Margaridas 415, no Jardim Simus). O local oferece 40 lugares. Informações sobre a distribuição das entradas podem ser obtidas pelo telefone (15) 3033-4482 ou pelo e-mail contato@usinartesorocaba.com.br.

Leia mais  Desenhista Daniel Azulay morre aos 72 anos com coronavírus no Rio

Oficina

Intitulada “O corpo acrobático”, a oficina que será coordenada por Lu Menin na sexta-feira (7), das 9h às 12h, tem com o principal objetivo apresentar aos participantes os caminhos físicos que a levaram ao resultado do espetáculo. O conteúdo é a base do estudo aprofundado sobre as práticas circenses em relação ao corpo presente do artista.

Serão três horas de aula na qual os participantes terão contato com base de acrobacia de solo, exploração de diferentes apoios, inversões (apoios sobre as mãos), elementos básicos e sequências acrobáticas, com o objetivo de despertar da atenção e prontidão física de coordenação motora fina dos participantes.

Haverá, ainda, exercícios de apoios e suspensões, assim como capoeira e dança, abrindo caminho para o corpo versátil e sua pluralidade de expressão.

Estão sendo oferecidas 20 vagas e a pré-seleção dos participantes, que devem ter a partir de 15 anos, será feita pela própria artista. Para se inscrever é preciso enviar currículo breve e carta de intenção para o email ciabanarbo@gmail.com. A oficina também será realizada na escola de circo Usinarte. (Da Redação)

Comentários