Cultura

Cantor Parrerito morre vítima do novo coronavírus

Por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave
Cantor Parrerito morre vítima do coronavírus
Cantor, que tinha 67 anos, estava internado em Belo Horizonte. Crédito da foto: Divulgação

O cantor Parrerito, do Trio Parada Dura, morreu na noite deste domingo, 13, em decorrência da covid-19. O vocalista, que tinha 67 anos, estava internado em um hospital de Belo Horizonte desde o dia 29 de agosto.

Dois dias depois, teve um mal súbito e precisou ser entubado. A informação foi confirmada pelo grupo em publicação nas redes sociais.

“Por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave. Batalhou muito, mas infelizmente não resistiu às complicações da doença”, diz o texto.

A equipe agradeceu às orações e pensamentos positivos do público pela saúde de Parrerito. “Elas mostraram o quanto ele era tão querido e estimado por todos. E é desta forma que vamos sempre lembrar dele. Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura.” Parrerito deixa mulher, filhas e netas.

Manifestações

Cantores sertanejos como Gusttavo Lima, Belutti (da dupla com Marcos) e as duplas João Neto e Frederico e João Bosco e Vinícius lamentaram a morte de Parrerito nos comentários da publicação no Instagram.

“Que Deus o tenha… Descanse em paz grande Parrerito!!!”, escreveu Gusttavo Lima. O perfil oficial de João Bosco e Vinícius trouxe o seguinte texto: “força amigos, fará muita falta entre nós, a música sertaneja deve muito a vocês, irmãos.”

Os sertanejos Leonardo, Jorge e Mateus e Bruno e Marrone receberam a notícia enquanto faziam uma “live” na noite deste domingo. Minutos antes, na mesma transmissão, Leonardo havia pedido orações para o colega de profissão.

“Todos os amantes de música sertaneja do Brasil sabem que o maior trio de uns 50 anos para cá foi o Trio Parada Dura”, disse o cantor.

“Hoje o Brasil e o mundo da música sertaneja têm a lacuna de um âncora que puxava todos nós.” Os cinco homenagearam Parrerito com a canção “As Andorinhas”. (Estadão Conteúdo)

Comentários