Cultura

Abertura de Museu Maçônico terá exposição e solenidade em Sorocaba

Com acervo em formação, funcionamento será na sede do IHGGS
Abertura de Museu Maçônico terá exposição e solenidade
Primeira exposição vai trazer retratos de personalidades que se destacaram ao longo da história. Crédito da foto: Fábio Rogério (4/11/2020)

Uma exposição com retratos de personalidades que se destacaram na história da região celebra a abertura do Museu Maçônico de Sorocaba e Votorantim em cerimônia que ocorre amanhã, às 10h, no Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (IHGGS).

O evento, aberto a todos os interessados, oficializa a instalação do museu, com estatuto constituído no ano passado e que teve a inauguração de maio adiada por conta da pandemia do novo coronavírus. A expectativa é que uma programação mais abrangente seja oferecida ao público em geral no ano que vem, diante de um eventual controle da pandemia.

Idealizado pelo Conselho Maçônico de Sorocaba e Votorantim, o Museu Maçônico tem como objetivo principal ser um braço cultural da fraternidade maçônica destas duas cidades e, ao mesmo tempo, um espaço formativo revelando para os cidadãos memórias e singularidades da vida e das ações realizadas pela ordem na região.

Leia mais  Um dia de perdas para a música mundial

O museu, com acervo ainda em formação, funcionará inicialmente na sede do IHGGS, mas poderá ganhar uma sede própria no futuro. Segundo o presidente do Museu, o empresário Cláudio Lamedica, a inauguração representa o “primeiro passo” para a criação de uma instituição cultural aberta a todos os cidadãos da região. “Sonhamos com a criação de uma biblioteca especifica, um acervo representativo, um café e quem sabe, no futuro, um teatro”, afirma.

Abertura de Museu Maçônico terá exposição e solenidade
Acervo está sendo doado ou emprestado por membros das lojas maçônicas. Crédito da foto: Fábio Rogério (4/11/2020)

Lamedica afirma que a ideia que o museu vai reunir livros, fotografias, documentos históricos e artefatos da Maçonaria e que esse acervo está sendo construído por meio da doação e empréstimo dos membros das 39 lojas maçônicas existentes em Sorocaba e Votorantim.

Ele destaca que várias cidades da América do Sul e dos Estados Unidos que visitou possuem museus dedicados à memória maçônica que ajudam a contar a importância da organização junto à sociedade. “Queremos desmistificar a Maçonaria em toda a sociedade e ajudar a contar e a entender os episódios importantes e decisivos da história de Sorocaba e de Votorantim que ela participou”, comenta. A instalação do Museu Maçônico integra a semana Aluísio de Almeida realizada pelo IHGGS organizada pelo professor Adilson Cezar e voluntários. (Felipe Shikama)

Comentários