Cultura

4ª edição do festival Febre chega com muita música e debates

Em sua quarta edição, festival terá mais de 30 shows em programação que segue até domingo
Febre chega com muita música e debates
A cantora e compositora Luê é atração desta quarta (17), com canções do seu álbum “Ponto de mira” – Foto: Divulgação

Com fala de abertura do músico, poeta e artista visual Arnaldo Antunes, seguido de um show da cantora e compositora paraense Luê, será aberta nesta quarta-feira (17), às 19h30, no Sesc Sorocaba, a 4ª edição do festival Febre — Conferência e Música, que prossegue até domingo (21) com mais de 30 shows, de diferentes gêneros musicais, espalhados pela cidade em espaços culturais parceiros do festival como casas de show, estúdios, bares e escolas.

Além de artistas de renome nacional, como o rapper Rincon Sapiência e a banda Francisco, El Hombre, a programação inclui produções menos conhecidas do grande público e expoentes da música feita na região de Sorocaba. Como já ocorre desde a primeira edição, cerca de metade do line-up é composto por bandas selecionadas em processo de chamada pública. “Nosso objetivo é mapear o que anda sendo feito por aí. E tem muita coisa boa”, destaca Pêu Ribeiro, um dos organizadores do festival.

Leia mais  ‘Decênio’ traz Fabio Gouvea de volta a Sorocaba no teatro do Sesc

Paralelamente aos shows, o Sesc Sorocaba, instituição correalizadora, sediará conferência com produtores, jornalistas, pensadores e personalidades em um espaço concebido para a troca, o diálogo e o aprendizado. Nos painéis, os convidados debaterão temas relevantes para a música e os dias atuais, entrecruzando cultura, política, educação, tecnologia, mercado e criatividade. Também no Sesc, haverá workshops de vivências práticas sobre música e minicursos que abordarão capacitação profissional de forma mais aprofundada. “Acho que a gente sempre teve a preocupação de oferecer possibilidades de profissionalização para os artistas da cidade. Essa edição tem mais gente de calibre nesse sentido”, afirma Pêu.

Durante a conferência, o Sesc receberá ainda as ações “Caixinha de música”, espaço onde quem quiser poderá entrar e gravar gratuitamente uma música em áudio e vídeo de alta qualidade, que depois vai pro canal do festival no Youtube; e a “Feira de arte contemporânea”, que fará um recorte atual das artes visuais produzidas na região de Sorocaba.

Febre chega com muita música e debates
O ex-titã Arnaldo Antunes fala, em encontro, sobre sua carreira artística – Foto: Divulgação

Na noite desta quarta-feira, na abertura do evento, o ex-titã Arnaldo Antunes falará sobre sua carreira artística. A atividade é gratuita e ocorre no teatro da unidade. Os interessados devem retirar os ingressos com uma hora de antecedência na central de atendimento da unidade (rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade). Em seguida, às 20h30, na área de convivência, o público poderá conferir o show da cantora e compositora Luê Soares, que apresentará músicas do segundo álbum “Ponto de mira” (2017).

Workshops

Também no Sesc, na quinta-feira (18), às 19h, haverá workshop de produção musical com Gordon Raphael, responsável pelo icônico álbum de estreia da banda nova iorquina The Strokes intitulado “Is this it?”. A atividade será no teatro e os ingressos serão distribuídos no local com uma hora de antecedência. Às 20h30, a programação terá o workshop “Gestão de carreira”, com Mariana Bergel, da Boia Fria Produções, que gerencia a carreira de artistas como o rapper Rincon Sapiência, Racionais MC’s, Hyldon, Elza Soares, Banda Black Rio e Ed Motta. Também na quinta, às 20h30, o músico, compositor e sound designer Lucas Maneguette coordenará o workshop “Trilha sonora para games”. Para ambos os workshops, as vagas são limitadas e os interessados devem retirar os ingressos no dia da atividade, na Central de Atendimento, a partir das 18h.

Leia mais  Sesc Sorocaba recebe o espetáculo teatral ‘Entre’, com a Cia Barracão Cultural

 

Febre chega com muita música e debates
Rincon Sapiência se apresenta no domingo, no Sesc – Foto: Divulgação

Já na sexta-feira (19), às 14h, Juliana Strassacapa, vocalista da banda Francisco, el Hombre, e o músico Maurício Pereira participam do painel “Criador e criatura”. Às 16h, o painel terá como destaque a presença de Ana Carla Fonseca, referência mundial na área de economia criativa. As atividades são gratuitas. Os ingressos serão distribuídos a partir das 13h.

“Urgência da música negra” será tema do painel que ocorre sábado, às 14h, com Melanina MCs, grupo de rap de mulheres negras e Dani Nega, rapper cantora, compositora e militante. Em seguida, às 16h, os produtores culturais Inti Queiroz e Paulo Papaleo participam do painel “Gestão de espaços alternativos”.

Leia mais  Giro Cultural USP realiza passeios gratuitos pelo centro universitário

 

Músicos, compositores e musicistas podem fazer sua inscrição e gravar gratuitamente um registro audiovisual de suas composições autorais, produzido pela equipe Sofar Brasil, comunidade de música independente presente em mais de 360 cidades do mundo. A atividade ocorre sábado (20), às 14h, na sala 2. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas no local. No sábado, das 14h as 19h, a área de convivência do Sesc recebe a Feira de Artes Festival Febre, com curadoria de Ella Vieira e Lúcia Justo.

Maior edição

Em sua quarta edição, o Febre — Música e Conferência visa reunir artistas, bandas e personalidades de todo o país num encontro com quem gosta de ouvir e falar de música. Esta é a maior edição do festival em número de dias, cinco no total, e além do Sesc, contará com palcos no Complexo Mofo (rua Eugênio Rabelo, 74, Jardim Paulistano), Suburban Bar ‘N’ Grill (rua Aparecida, 685, Santa Rosália), Asteroid (rua Aparecida, 737, Santa Rosália), Recreativo Central (Praça Cel. Fernando Prestes, 43, Centro), Music House Centro Musical (Rua João Mercado, 300 Santa Rosália) e Saravá Bar Brasil (rua Pandiá Calógeras, 443, Vergueiro).

Os ingressos, disponíveis até o fechamento desta edição, custam entre R$40 e R$95 e podem ser adquiridos no site www.festivalfebre.com.br.

Comentários