Canal 1

Próxima das seis

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery
Próxima das seis
Crédito da foto: Camilla Maia / Tv Globo

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

José Dumont e Gabriela Medvedovski serão Eudoro e Pilar, em “Nos tempos do imperador”, a próxima novela das seis na Globo. Ele, viúvo, fazendeiro e coronel na Bahia, é pai de Pilar (Medvedovski) e Dolores (Daphne Bozaski). Pilar foi mantida em um convento e prometida em casamento para o filho de seu compadre Ambrósio (Roberto Bonfim), Tonico (Alexandre Nero). Ela, porém, se apaixona por Samuel, personagem de Michel Gomes.

Globo tem “O anjo de Hamburgo” como uma de suas produções mais arrojadas

A Globo concluiu em Buenos Aires a principal etapa de gravações da série de época “O anjo de Hamburgo”, protagonizada por Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi.

Depois de uma folga para o elenco, os trabalhos terão sequência nos Estúdios Globo, no Rio, para terminar em meados de março. Previsão de lançamento mundial na LA Screenings, nos Estados Unidos, em maio.

Na dramaturgia da Globo há uma aposta muito forte em torno de “O anjo de Hamburgo” e o avanço que ela poderá representar nas pretensões de ampliar seu mercado no mundo. Aliás, uma das principais exigências na montagem do elenco foi que todos tivessem um inglês fluente.

Leia mais  Iris Abravanel chega há 14 anos à frente das novelas do SBT

A série, realizada em parceria com a Sony Pictures Television, conta a história de Aracy de Carvalho, papel de Charlotte, mulher de Guimarães Rosa, que arriscou sua vida para salvar centenas de judeus na Alemanha nazista.

“Hamburgo” também retrata um dos principais e mais tristes momentos da história mundial, “A noite dos cristais”, na noite do dia 9 para 10 de novembro de 1938. A ação foi marcada pela destruição de símbolos judaicos. Sinagogas, casas comerciais e residências de judeus foram invadidas e seus pertences destruídos. Milhares foram torturados, mortos ou deportados para campos de concentração. A direção é de Jayme Monjardim.

De um lado… – As chuvas em São Paulo, com todas as consequências, levaram a maior parte das TVs a realizar um dos melhores trabalhos jornalísticos dos últimos tempos. Programações foram derrubadas, com apresentadores e repórteres não medindo esforços para oferecer uma grande cobertura. Isto é indiscutível.

… Mas de outro – Não existe nada mais execrável, em situações do tipo, tragédias, mortes etc, que as emissoras ou alguns comunicadores tentarem se louvar pelas audiências conquistadas. É uma completa falta de noção. Inaceitável.

Leia mais  Globo aprova segunda temporada de ‘Cine Holliúdy’

Pré-produção – “Em seu lugar”, da Lícia Manzo, substituta de “Amor de mãe”, já deu início aos seus trabalhos. Por enquanto, ensaios de mesa e preparação de elenco. Estreia em maio.

A propósito – A Globo, por outro lado, confirma que a produção da novela de João Emanuel Carneiro, que virá na sequência de “Em seu lugar”, será antecipada. Com a sinopse e primeiros capítulos aprovados, os trabalhos serão disparados a partir da segunda quinzena de março, para estrear em novembro.

Maior de todos – Na Record, existe um forte entusiasmo em torno do trabalho que está sendo realizado em “Gênesis”, próxima novela bíblica. Há, internamente, quem se arrisque a dizer que vai superar o sucesso conquistado por “Os dez mandamentos” e “A terra prometida”.

Lado importante – Impossível para qualquer um apostar no sucesso de uma novela ainda sem ela ter iniciado a sua exibição. Contudo, o fato de “Gênesis” ter um elenco que vai empregar mais de 200 atores deve ser louvado. Resta aguardar se também haverá história para todos.

Leia mais  Globo promove evento on-line para discutir o racismo

Por sua vez – Camilo Pellegrini, que substituiu Emílio Boechat na escrita de “Gênesis”, passa a contar também com Stephanie Ribeiro e Raphaela Castro como colaboradoras. Segundo a emissora, as duas “foram formadas na Record e já participaram de outros trabalhos”.

Cinema – Vera Holtz acaba de completar seu trabalho nas filmagens de “Tia Virginia”, totalmente rodado em Friburgo. Direção de Fábio Meira, o mesmo de “As duas Irenes”, responsável também pela produção ao lado de Janaína Diniz.

Comentários