Canal 1

Primeiro capítulo

Primeiro capítulo
Crédito da foto: Paulo Belote / Tv Globo

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

No primeiro episódio da segunda temporada da série “Filhos da pátria”, do Bruno Mazzeo, que estreia terça-feira, na Globo, Maria Teresa (Fernanda Torres) é tomada por um profundo encantamento pelos militares gaúchos que chegam ao Rio de Janeiro, nas tropas de Getúlio Vargas. Com Lucélia (Jessica Ellen, com ela na foto), a patroa terá alguns choques, já que as novas leis trabalhistas vão soar, para Maria Teresa, como uma afronta.

‘Se joga’: ganhar da Record não deve ser a prioridade da Globo

A estreia do “Se joga”, pelo menos até aqui, não alterou em quase nada a audiência na Grande São Paulo. Na faixa de confronto, a Record seguiu na liderança com o “Balanço geral”, agora apresentado por Geraldo Luís e as presenças sempre marcantes de Fabíola Reipert e Renato Lombardi.

A simplicidade de um contra a tentativa da outra em impor o peso e importância do seu elenco. A pergunta é: será este o caminho mais indicado?

Leia mais  Próximos capítulos

Antes de se colocar à frente da concorrência no horário, a Globo precisa se preocupar apenas em ter um bom programa no ar, algo que vá ao encontro do telespectador do horário. Simples assim.

Treino é treino, jogo é jogo. O longo período de preparação não foi suficiente para o “Se joga” se apresentar como um produto pronto e bem feito. As correções agora terão que ser feitas em pleno voo e, de acordo com cada exibição, procurar chegar cada vez mais próximo daquilo que o público do horário deseja assistir.

Ganhar da Record, neste momento e no caso do “Se joga”, não pode e nem deve ser o principal objetivo.

Horário cheio – Em São Paulo, a Record está trabalhando para que o “Balanço geral”, novamente apresentado por Geraldo Luís, possa ficar em primeiro lugar durante todo o seu horário de exibição. Isto só acontece no “A hora da venenosa”. A ideia, inclusive, é investir mais nas reportagens do Geraldo.

Leia mais  Em todas

Chamada de embarque – Cerca de 100 brasileiros, contratados pela Netflix, seguiram viagem para a Inglaterra no começo desta semana. Todos envolvidos com a produção do “The circle”. Devem ficar de dois a três meses em Manchester.

Voto vencido – A direção do SBT tentou evitar, de todas as maneiras, o lançamento do “Alarma TV”, anunciado como “revista popular”, mas que não passa de um telejornal de mau gosto, exibido com algum sucesso para o público hispânico dos Estados Unidos. Prevaleceu a vontade do dono Silvio Santos. Porque comprou o programa, ele queria, porque queria, colocar no ar. E colocou.

Problema de sempre – Formatos apelativos como o “Alarma TV”, este com conteúdo extremamente inconveniente, num primeiro instante chegam a despertar a curiosidade de uma parte do público. Mas são sempre desastrosos os seus resultados na parte comercial. E o SBT, diante dos tantos cortes que vem realizando, parece que não está no momento de rasgar dinheiro.

Leia mais  Feira

Arigatou – O canal BandSports, na segunda-feira, 7, em São Paulo, utilizando-se de um espaço dedicado a divulgação do Japão contemporâneo por meio da arte, cultura e tecnologia, vai anunciar oficialmente transmissão da Olimpíada do ano que vem. Na ocasião já serão revelados alguns detalhes desta cobertura.

Interessante isso – Na Band, o BandSports, para alguns sempre foi colocado como “patinho feio”. Evitavam até passar perto. Agora, com a Olimpíada, no Japão, confirmada pela frente, esses mesmos já começam a se comportar de outra maneira. Como é a vida.

Reencontro – Em “Salve-se quem puder”, próxima novela das sete da Globo, Leopoldo Pacheco fará um empresário bem-sucedido e controlador. Bem diferente do trabalho anterior, em “O sétimo guardião”. O único ponto em comum é que ele irá contracenar com Flávia Alessandra. Formarão um casal.

Comentários

CLASSICRUZEIRO