Canal 1

Por que a Globo optou por um compacto de ‘Fina estampa’ na faixa das nove?

Por que a Globo optou por um compacto de ‘Fina estampa’ na faixa das nove?
Crédito da foto: Divulgação

Muitos se perguntam por que a Globo escalou “Fina estampa”, escrita por Aguinaldo Silva, para o lugar de “Amor de mãe” a partir desta segunda-feira. Como se sabe, a novela de Manuela Dias teve suas gravações interrompidas por causa da pandemia do coronavírus.

Já no horário das 18h, entrará no ar “Novo mundo”, com o fim de “Éramos seis”, e a atual temporada de “Malhação” será substituída por “Viva a diferença”.

A trama do Aguinaldo, no caso, foi exibida entre agosto de 2011 e março de 2012, e sua história central girava em torno de Griselda, viúva que criou três filhos sozinha e passou a sobreviver como mecânica. Usando um macacão de oficina, era conhecida como “marido de aluguel” ou Pereirão por seus serviços.

Há quem entenda que sua escolha foi motivada por possuir vários pontos positivos, como o clima solar e o tom de humor e alto astral, que permeia a maior parte da história. Elementos inclusive que faltam em “Amor de mãe”. E por mais que um segmento da crítica tenha torcido o nariz para “Fina estampa”, ela fez um enorme sucesso.

Além disso, a protagonista Griselda, com uma Lília Cabral “voando”, reúne, dentre outras, duas características que merecem destaque: a força icônica e o fato de representar valores éticos fortíssimos, que o público de TV sente falta. Por fim, como será um resumo, a Globo poderá retirar toda a “gordura” que a novela teve e manter somente as partes fundamentais, fazendo com que o compacto mostre uma história mais ágil e sem enrolação.

Leia mais  Record e Globo observam iguais cuidados na volta das suas novelas

Estreia – A CNN Brasil estreia na noite deste domingo o “Séries originais”, programa em formato de documentários apresentado por Evaristo Costa.
Evaristo, que após uma série de trabalhos por aqui, já voltou para a Inglaterra.

Mês que vem – O Grupo Band vai promover em abril a estreia do seu novo canal de agronegócios, o Agro Mais. A emissora tem sua sede em Brasília.

Sem chance – A exemplo de quase tudo na televisão, o humorístico “Casa paraíso”, protagonizado por Leandro Hassum, também interrompeu seus trabalhos. Isso inclusive poderá comprometer o planejamento de estreia no Multishow. Não será surpresa se ficar para 2021.

No embalo – O primeiro longa-metragem protagonizado por Tirullipa, produzido pela Formata, também ficou pelo caminho. A ideia é tirar do papel depois da crise do coronavírus.

Só elogios – A cúpula da Record conferiu as primeiras gravações da próxima novela bíblica, “Gênesis”. O trabalho, dirigido pelos irmãos Miranda — Edgard e Leonardo –, foi muito bem recebido. Resta saber quando irá estrear.

Não está fácil – Thelma Guedes e Duca Rachid, a exemplo de outros colegas de Globo, só deverão apresentar novos projetos na Globo bem depois da crise.
Por enquanto, processo de desenvolvimento.

Leia mais  Cena marcante

Home office – Aliás, esse período de isolamento, para autor de novelas, é a coisa mais “normal” do mundo. A maioria sempre trabalha em casa. Só que ninguém esperava que fosse assim.

Continua – “Salve-se quem Puder” vai agora para um período de intervalo na Globo, por causa do coronavírus, e dará lugar a um compacto de “Totalmente demais”. Para Felipe Simas e Juliana Paiva, a exposição continua. Estão nas duas.

Falando nela – É incrível a regularidade de Juliana Paiva nas produções da Globo. Desenvolve sempre muito bem as suas personagens.

Comentários