Canal 1

Nova ordem

A Globo estabeleceu uma nova ordem na apresentação dos programas matinais
Nova ordem
Crédito da foto: Sergio Zalis / Globo

A Globo estabeleceu ontem uma nova ordem na apresentação dos programas matinais. Patrícia Poeta (foto) passa a ser apresentadora fixa do “Encontro”, nas férias ou folgas de Fátima Bernardes. O mesmo acontece com Ana Furtado e Ricardo Pereira nas ausências de Ana Maria Braga, no “Mais Você”.

Boa aceitação

O “Zorra” mudou, deixou o “Total” de lado, e continua como uma excelente opção da Globo ao público nas noites de sábado. A diferença do antigo, em relação ao novo, é que as piadas de agora precisam ser explicadas. Ou de um certo tempo até serem entendidas. Tudo ao contrário daquele que existia.

E também diferente do que a “Praça”, do SBT, por exemplo, sempre foi. Considerado por alguns como um programa antigo, ruim e apelativo, mas que vai cumprindo com enorme fidelidade tudo que se espera dele. Faz o seu telespectador se divertir o tempo todo, sem quebrar a cabeça.

O mesmo com a “Escolinha”, tanto as lá detrás, em reprise no Viva, ou as revividas por Bruno Mazzeo. Por que sempre fazem sucesso? Com toda certeza, porque têm na simplicidade o seu principal ingrediente.

Comparações que não significam críticas a quaisquer dos modelos. Talvez o meio termo, no caso de todos, fosse o ideal. Mas o importante é que o humor, independentemente da maneira que é feito ou apresentado, continua com enorme aceitação junto ao público.

Primeiro dia

Nova ordem
Crédito da foto: Divulgação

Elisa Romero, atriz do espetáculo “Luz del fuego”, estreia nesta terça-feira em “Jesus”, na Record. Temina, a personagem, se torna serva pessoal de Cláudia (Larissa Maciel) e espiã de Caifás (Eucir de Souza).

Descalibrado

Sábado, na transmissão de Corinthians e São Paulo, no Premiere, foi bem complicado ouvir a narração de Milton Leite ou os comentários de Luiz Noriega. O som ambiente, o da torcida, estava mais alto. De quem a responsabilidade, não sei. Se dos operadores no estádio ou da Globosat no Rio, mas isso é o que menos conta. O importante é resolver o problema.

Mais uma

O serviço do Globopay é uma outra operação que necessita de ajustes. Há um travamento muito frequente em qualquer uma das sus exibições, com a sistemática informação “carregando”, especialmente durante a exibição de séries americanas.

Jornalismo

Acompanhada do repórter cinematográfico Marcelo Clayton, Sonia Blota passou oito dias preparando três matérias sobre o comércio Brasil — China. E os investimentos que estão sendo planejados para cá nos próximos tempos. Todo esse material será programado para exibição no “Jornal da Band”.

Uma correção

Para as próximas edições do Teleton, bem que os seus organizadores poderiam pensar numa utilização melhor dos artistas convidados, especialmente o pessoal das outras emissoras. A participação de vários deles, porque o pessoal do SBT está sempre à frente, não passa de simples figuração.

Balanço

De todo o elenco do SBT, Rachel Sheherazade, Christina Rocha e o conjunto Ultraje a Rigor não participaram do Teleton. O elenco adulto de “Poliana” também não teve vez. E a Record tinha prometido a presença de três dos seus contratados. A única, no entanto, foi Renata Alves, do “Hoje em dia”. Os outros dois, Gugu e Rodrigo Faro, com compromissos particulares não puderam comparecer.

Duas bobeadas

Ainda do Teleton que se foi, desconsiderando os atropelos normais e aceitáveis, em dois momentos foram cometidos erros imperdoáveis. Na apresentação da Claudia Leitte, na sua troca de roupa, o diretor de TV cortou para a plateia. E fez o mesmo, quando a campanha passou dos R$ 30 milhões. Abriu no público em vez do placar.

Pauta

Amanhã, quarta, Datena vai gravar uma matéria com o caça da Marinha do Brasil, que voa a 1.450 km/hora, para exibir no seu programa do próximo domingo. Desde a semana passada, ele está se preparando física e psicologicamente para este desafio.

Praia dela

Oficialmente, a Globo tem dito que “Troia”, de Manuela Dias, continua na fila das 21h. O curioso é o comentário, cada vez mais forte por lá, sobre a possibilidade de esse trabalho virar, na verdade, uma minissérie. Dizem até que a própria Manuela torce muito por isso. É a praia dela.

Reprodução

“Verão 90”, substituta de “O tempo não para” na Globo, irá reproduzir Ipanema dos anos 1990 na sua cidade cenográfica, com destaque para as galerias, pizzarias e os orelhões daquele tempo. Jeniffer Nascimento, que foi para a final do “Popstar” com nota máxima dos jurados, começou a gravar participação na novela.

Série

Na direção de “Jezabel”, macrossérie da Record, Alexandre Avancini contará com a colaboração de Hamsa Wood e Arme Manente. E ainda terá o apoio do diretor de fotografia, Ricardo Fujii.

Comentários