fbpx
Canal 1

Não tem hora

Não tem hora
Crédito da foto: Victor Pollak / Tv Globo

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Em “A dona do pedaço”, capítulo desta quinta-feira, Régis (Reynaldo Gianecchini) começa a trabalhar em uma importadora de vinhos após convencer Maria da Paz (Juliana Paes) a investir no negócio para ele. Josiane (Agatha Moreira) passa a encontrar o amante durante o expediente, mas, de repente, ele muda o comportamento com a jovem.

TVs começam a vulgarizar o uso do celular

O celular veio a se transformar num facilitador importante para o jornalismo da TV, desde que utilizado moderadamente e em ocasiões essenciais. Antes, para toda e qualquer reportagem, as emissoras deslocavam o repórter, cinegrafista, um assistente e o motorista da viatura.

Com o correr dos tempos, deixando a melhor qualidade um pouco de lado, algumas dessas funções foram extintas ou acumuladas. Hoje, uma equipe completa (ENG), ao contrário do que sempre foi, em alguns casos se resume a duas pessoas. E olhe lá.

Leia mais  Chapéu

Mas como nada está tão ruim que não possa piorar, observa-se casos de repórteres trabalharem só com o celular. Na Band, dia desses, foi ao ar uma matéria inteira desse jeito, com o repórter em “selfie”. Há, como se vê, e também porque sai mais barato, a vulgarização no seu uso e a qualidade em segundo plano. É a televisão cada vez mais próxima da internet, quando deveria ser ao contrário.

Quer um exemplo? – Ontem, na Band, durante a apresentação de um boletim de notícias, 10h50, o repórter fez um stand up de celular dentro do estúdio em Brasília. Nada mais maluco: gravando com celular dentro do estúdio.

Outra coisa – As emissoras de rádio, do lado delas, também passaram a transmitir as suas programações em vídeo. Algumas, mais jeitosas, preparando seus estúdios convenientemente para isso. CBN entre elas. Outras, no entanto, sem o mesmo cuidado, passando a impressão do completo improviso. Rádio Bandeirantes, por exemplo. Tem um puxadinho lá, que não dá.

Especial – A parceria Record-Casablanca inicia ainda este mês as gravações do especial de fim de ano “O figurante”. Gênero comédia, o programa terá à frente Eri Johnson e Pérola Faria. As leituras de texto começaram na segunda-feira.

Leia mais  Primeiro capítulo

Novo projeto – A Band deu início aos trabalhos de um mais um reality show, em parceria com a Estilingue Filmes. Trata-se de uma competição entre startups. Está na fase de aprovação do orçamento.

Possíveis baixas – Na Record as atenções se voltam para a remontagem do júri do “Canta comigo”, segunda temporada, com 100 personalidades do mundo musical. Em relação ao primeiro, Sula Miranda, Felipe Dylon, D’Black e Pepê e Neném são dadas como possíveis baixas. Sula, inclusive, está cotada para o elenco de “Gênesis”.

Novela bíblica – “Gênesis”, nova novela bíblica da Record, tem estreia marcada para abril de 2020. No formato idealizado pelo autor Emílio Boechat, será contada uma história por mês, começando pela de “Adão e Eva”, com Zécarlos Machado e Adriana Garambone.

Cinema e TV – “Bem-vindo ao inferno”, livro do Cláudio Tognolli e Malú Magalhães, da Matrix Editora, que narra os crimes do médico Roger Abdelmassih, inicialmente será transformado em filme. Produção da Panorâmica. Mas permanece no radar do SBT, para exibição em formato de série.

Leia mais  Testemunhas acidentais

Primeira gravação – Domingo, 25 de agosto, é a data escolhida por SBT e Endemol Shine para o início de gravações do reality de competição gastronômica “Famílias frente a frente”. Trata-se do programa de Tiago Abravanel que vai entrar nas noites de sexta-feira, a partir de outubro.

Comentários