Canal 1

Música de qualidade

Música de qualidade
Crédito da foto: Gianne Carvalho Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Gal Costa é uma das grandes convidadas da 4ª temporada do programa “Vamos tocar”. Junto com o saxofonista Leo Gandelman, Gal canta os clássicos “Divino, maravilhoso”, “London, London”, “Baby” e “Castigo”. Estreia nesta quinta, às 23h30, no canal Bis.

Globo grava em SP nova série sobre ensino noturno para jovens e adultos

Aos mestres com carinho! A Globo grava em São Paulo a série “Segunda chamada”, sobre ensino noturno para jovens e adultos e que tem estreia prevista para outubro. Serão 12 episódios na primeira temporada. Em uma unidade estadual, o público irá acompanhar a dura jornada de cinco professores, que resistem à péssima infraestrutura da escola, ao abandono institucional e à falta de reconhecimento. Ainda assim, renovam, dia após dia, a fé no trabalho que realizam. Seria uma “Sob pressão” do ensino?

Nesse horário, as salas de aula integram o sistema Educação para Jovens e Adultos (EJA) e são compostas por pessoas de 17 a 70 anos, que enfrentam desafios diários e que retornam à escola na esperança de uma vida melhor. É neste contexto que a missão dos mestres surge ainda mais urgente: lembrar a todos que nunca é tarde para uma segunda chance.

Leia mais  Vem aí

Apesar de todas as dificuldades, a vocação fala mais alto para o diretor Jaci (Paulo Gorgulho), Lúcia (Débora Bloch), professora de Língua Portuguesa; Sônia (Hermila Guedes), professora de História e Geografia; Eliete (Thalita Carauta), professora de Matemática; e Marco André (Silvio Guindane), professor de Artes.

Juntos, os profissionais mostram que, dentro da fictícia Escola Estadual Carolina Maria de Jesus, há espaço para conflitos, divergências e obstáculos constantes à realidade de educadores e de alunos, mas também histórias de superação.

Equipe de trabalho – “Segunda chamada” marca a estreia de Joana Jabace na direção artística e também reúne no elenco Carol Duarte, Felipe Simas, Mariana Nunes, Nanda Costa, Linn da Quebrada, Otávio Müller, Marcos Winter, José Dumont, Caio Blat e Arthur Aguiar, entre muitos outros. Escrita por Carla Faour e Julia Spadaccini, com Maíra Motta, Giovana Moraes e Victor Atherino, a série é uma coprodução com a O2 Filmes.

Leia mais  Não tem hora

Mistureba 1 – Ontem, o “Aqui na Band” apresentou longa matéria com Neymar, ao lado de Patrícia Abravanel e com a “participação especial” do diretor Vildomar Batista, gravada dentro do SBT. Este é só o começo do imbróglio.

Mistureba 2 – O interessante é que a matéria exibida na Band, para todos os fins e efeitos, era para promover um evento que já é tradicional, realizado pelo instituto do jogador Neymar. E evento que é exibido no SBT. Alguém entendeu? Nem eu.

Ponto a favor – Muito boa a matéria do “Bom dia São Paulo”, do repórter Filipe Gonçalves, no acompanhamento de uma deficiente visual, com um cão-guia. As dificuldades em pegar ônibus, encontrar lugar etc. Precisa como sempre a apresentadora Glória Vanique, delicadamente intervindo com perguntas que deixaram de ser feitas.

Olha a loucura – Gravação do primeiro “Pesadelo na cozinha”, a produção da Band marca com a figuração às 2h da tarde, informando que até 7h da noite estariam liberados. E todos ficaram, em pé, na calçada ao lado do restaurante, esperando o momento de começar. E só começou às 7h e meia da noite. Meio desorganizado.

Leia mais  Troca de bastão

Fogão – A culinária tem rendido bons resultados para o GNT. O canal da Globosat, de acordo com o Kantar/Ibope, garantiu 98% da audiência no horário nobre dos canais de TV por assinatura dedicados ao gênero no primeiro semestre. As 300 exibições com maior audiência no horário nobre são do GNT, com “Cozinha prática”, “Tempero de família”, “Perto do fogo” e “Rainha da cocada”. Foram 280 horas dedicadas pelo canal à gastronomia.

Voz padrão – Walker Blaz, com mais de 38 anos de Bandeirantes — saiu em 2013 –, tem grandes possibilidades de voltar. Após participar de alguns trabalhos como convidado, estuda-se agora um compromisso mais definitivo. Dono de uma voz marcante, além das chamadas e institucionais na Band, sempre foi muito requisitado pelas grandes distribuidoras de filmes.

Comentários

CLASSICRUZEIRO