Canal 1

Direitos esportivos ainda prometem fortes emoções

Direitos esportivos ainda prometem fortes emoções
Neymar marca três gols na virada do Brasil sobre o Peru, mas não poderá pedir música no ‘Fantástico’. Crédito da foto: Divulgação CBF

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Toda a confusão de terça feira, para a transmissão do jogo com o Peru, deverá se repetir outras oito vezes durante as eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo, nas partidas da nossa seleção fora do Brasil.

Aqui a Globo tem os direitos de todos e também da Argentina, em Buenos Aires, com quem já acertou.

Os demais estão em aberto. Caberá ao país mandante negociar com quem bem entender.

Como se observa, ainda tem muito para acontecer, inclusive clássicos contra Uruguai, Chile e Paraguai, que sempre despertam maior atenção do torcedor.

Só que nada fora da cartilha ou diferente do que se imaginava.

Há tempos já se sabia que muita coisa ia mudar no capítulo dos direitos esportivos e isso que agora observamos, é só o começo.

Pode esperar que vem muito mais. São grandes as emoções pela frente.

Ficou no passado

Peru e Brasil, na terça-feira, uma vez mais, mostrou que as principais TVs abertas estão trabalhando com os pés no chão. Certeza que ninguém mais vai sair rasgando dinheiro ou cometendo loucura. Recado dado.

Tá mal

Por sua vez, a TV Brasil, que foi a sensação do dia na terça-feira, está totalmente sucateada em São Paulo, com equipamentos velhos e equipe desmotivada. A sua nova direção, agora com Glen Valente, precisa cuidar disso.

Olha que noite

Essa promete ser uma quinta-feira daquelas. “A Fazenda”, bombando na Record, tem noite de eliminação. Na Globo, em sequência, as estreia do “The Voice Brasil” e “Que História É Essa, Porchat?”. Quanto ao SBT, reprise da “Praça”.

Dia difícil

Ontem, para os funcionários da CNN Brasil, foi um dia para ser esquecido. Clima muito ruim, com a maioria do seu elenco e funcionários aguardando resultados dos testes para Covid-19, depois dos casos apresentados por Monalisa Perrone e Gabriela Prioli, além de outros.

Comentários