Canal 1

A triste aventura na carreira de Mariana Godoy na Band

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery
A triste aventura na carreira de Mariana Godoy na Band
Crédito da foto: Divulgação

Flávio Ricco, com colaboração de José Carlos Nery

Há uma curiosidade em saber até quando a direção da Band vai seguir com a exibição do “Melhor Agora”, da Mariana Godoy, nas noites de segunda-feira.

O programa já mostrou que não é bom. E a audiência, muito ruim, só uma simples consequência.

Se a decisão de tirar do ar já existe, por que a demora?

Aí é que a presença de alguém, capacitado para a função, faz tanta falta no artístico da Band. As decisões, parece, são tomadas sem medir as consequências.

É de se lamentar pela Mariana. Deixou uma posição confortável na Rede TV!, apresentadora titular e dona de um programa semanal, por uma aventura na Band. E uma aventura inconsequente.

O que será dela depois desse “Melhor Agora”?

Falta que faz

E quando aqui se fala na falta de um diretor artístico, alguém que conheça televisão e com alguma experiência na dinâmica interna da Band, é para evitar que certos desastres sejam cometidos. A estreia precipitada do “Melhor Agora” é só um exemplo.

Mas existem outros

Por exemplo, alguém explica a existência daquelas poltroninhas vermelhas no “Show do Esporte”, se ninguém senta nelas? Ou o cenário do próprio “Melhor Agora”? Como um talk show noturno pode ter um ambiente tão claro e ensolarado? Erros primários.

Leia mais  Nova Juma está escolhida, mas a Globo ainda não fala

Ponto 1

A Globo tem intensificado as chamadas de produtos durante a programação. De todos eles. Destacou inclusive a recente passagem de Xuxa, contratada da Record, pelo “Fantástico”.

Ponto 2

No momento em que perde eventos importantes, como Libertadores e Fórmula 1, existe a preocupação de dar uma resposta ao mercado. Aliás, esse também foi o motivo de um evento on-line, restrito ao mercado publicitário, realizado há poucos dias.

Promessa de mais

Se a Globo conquistar alguma estatueta, dia 23, durante a cerimônia online do Emmy Internacional em Nova York, pode esperar por outro festival de anúncios na sua grade. “Hebe”, “Órfãos da Terra” e “Elis – Viver é melhor que sonhar” são seus produtos em disputa.

Comentários