Brasil

Variante do coronavírus se espalha pelo País

Variante do coronavírus se espalha pelo País
Pazuello aponta a variante brasileira como culpada pela explosão de casos no Amazonas. Crédito da foto: Sergio Lima / Arquivo AFP (7/1/2021)

O Ministério da Saúde informou ontem (12) que a variante brasileira da Covid-19, chamada P.1, foi identificada em ao menos dez estados brasileiros: Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina e São Paulo. Quinze outros países — nas Américas, na Europa e na Ásia — também já identificaram a mesma mutação.

A pasta também disse que a variante do Reino Unido foi detectada no Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. O Brasil reduziu o número de exames de sequenciamento genéticos do vírus durante a pandemia, o que dificulta a identificação das mutações. O ministério afirma que validou dados até 10 de fevereiro.

Estes números ainda estão sendo atualizados dentro do próprio governo. A Fiocruz aponta a variante brasileira em somente sete estados. Pernambuco também afirma ter registrado dois casos desta cepa. E a Bahia, 10.

Leia mais  Pará terá toque de recolher

Segundo apurou o Estadão, o Ministério da Saúde considera hoje que há pelo menos 170 casos da cepa brasileira identificados: Amazonas (110 casos), Espírito Santo (17), Pará (11), Paraíba (10), São Paulo (9), Roraima (7), Ceará, Piauí (1), Rio de Janeiro (1) e Santa Catarina.

Já a variante do Reino Unido foi encontrada em São Paulo (9 casos), Distrito Federal (2) e Rio de Janeiro (1), conforme dados internos do governo federal. Em nota, o governo do DF negou a identificação destes casos.

A Saúde também considera que há cinco casos de reinfecção por cepa variante, sendo quatro pela linhagem P.1. Outra reinfecção seria pela variante E484K. O ministério não quis se manifestar sobre os números de casos por estados obtidos pela reportagem.

Secretários estaduais ouvidos pela reportagem dizem que os números ainda estão sendo avaliados pela Fiocruz antes de serem todos divulgados. Segundo um secretário, a distribuição de casos já identificados pode não refletir a circulação do vírus nos estados, mas sim a capacidade de realizar os sequenciamentos genéticos.

Leia mais  Justiça do Rio afasta Flordelis do cargo

Pressionado por investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre suposta omissão na ajuda ao Amazonas, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, tem apontado a variante brasileira como culpada pela explosão de internações pela Covid-19 no Estado. Em audiência no Senado, o ministro disse que essa cepa pode ser três vezes mais contagiosa. (Estadão Conteúdo)

Comentários