Brasil

Três das 11 vítimas do ataque em Suzano recebem alta

Os dez mortos foram velados desde 7h na Arena Suzano no Parque Max Feffer
Velório teve momentos de muita comoção. Crédito da foto: AFP / Nelson Almeida

Receberam alta nesta quinta-feira (14) três dos 11 pacientes vítimas do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, e que foram levados aos hospitais estaduais Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) e hospitais Luzia de Pinho Melo e Geral de Itaquaquecetuba, pela Santa Casa de Misericórdia de Suzano e pelo Hospital particular Santa Maria.

Leonardo Vinícius Santana, Letícia de Melo Nunes e Beatriz Gonçalves Fernandez retornaram para casa nesta quinta-feira. Nos hospitais estaduais, três vítimas permanecem na UTI, mas com quadro estável.

Estados de saúde dos outros feridos levados a hospitais estaduais:

Adna Isabella Bezerra de Paula, 16 anos, transferida do Pronto Socorro Municipal (PSM) de Suzano para o HC/FMUSP – estável, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI); Anderson Carrilho de Brito, 15 anos, transferido do PSM Suzano para o HC/FMUSP – estável, na UTI.

Leia mais  Túnel Acústico do Rio deve ser parcialmente reaberto neste sábado

Também na lista de vítimas estão Jenifer da Silva Cavalcante – HC Luzia de Pinho Melo, estável, na UTI; Leonardo Martinez Santos – socorrido ao HC Luzia de Pinho Melo – estável; passará por cirurgia; Leonardo Vinícius Santana, 16 anos, estava na Santa Casa de Suzano e foi transferido para o HC/FMUSP – teve alta.

Letícia de Melo Nunes, (Hospital Santa Maria – transferida para Hospital Geral de Itaquaquecetuba) – teve alta; Murillo Gomes Louro Benites, 15 anos – socorrido ao HC/FMUSP pelo Águia – estável, na enfermaria.

Estados de saúde dos pacientes que estão na Santa Casa de Misericórdia de Suzano: Beatriz Gonçalves Fernandez, 15 anos, teve alta no fim da manhã desta quinta-feira; Guilherme Ramos do Amaral, 14 anos, deve passar por cirurgia ortopédica ainda nesta quinta-feira.

Leia mais  Inscrições para o Enem 2019 encerram na sexta-feira

Estado de Saúde dos feridos que estão no Hospital particular Santa Maria: José Vitor Ramos Lemos, 18 anos, que foi atingido por um machado, quadro estável; Samuel Silva Félix, 14 anos, quadro estável.

Velório coletivo

O velório coletivo dos dez mortos começou por volta das 7h desta quinta-feira, na Arena Suzano no Parque Max Feffer. Cerca de 50 profissionais da rede municipal de saúde prestam atendimento no local do velório, entre médicos psiquiatras e clínicos gerais, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e assistentes sociais.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo também enviou, ainda na quarta-feira (13) dois psiquiatras e um psicólogo para dar apoio no atendimento às famílias e demais envolvidos na ocorrência, atuando em conjunto com a equipe do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Suzano.

Leia mais  Barragem em risco de desmoronamento cria ‘terrorismo psicológico’

A Secretaria mobilizou ainda médicos do Grupo de Resgate, que atuaram ao lado dos Bombeiros e do Grupamento Aéreo (Águia), fortalecendo o trabalho do Resgate no atendimento pré-hospitalar às vítimas. (Renata Okumura – Estadão Conteúdo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO