Brasil

Temer pede reforço na segurança aos candidatos

Além de pedir mais segurança aos candidatos, Temer pediu “apuração rigorosa dos fatos”
Além de pedir mais segurança aos candidatos, Temer pediu “apuração rigorosa dos fatos”. Crédito da foto: Arquivo/ AFP / Evaristo Sa

 

O presidente Michel Temer pediu ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, reforço da Polícia Federal na segurança dos presidenciáveis. O presidente conversou com Jungmann no início da noite de hoje (6) e o assunto foi exatamente o atentado sofrido pelo candidado do PSL, Jair Bolsonaro. Além de pedir mais segurança aos candidatos, Temer pediu “apuração rigorosa dos fatos”, segundo a assessoria do Palácio do Planalto. A PF já instaurou inquérito para apurar o ataque sofrido pelo candidato.

Jair Bolsonaro foi atingido por uma facada hoje enquanto fazia campanha em Juiz de Fora (MG). Logo após o atentado, o agressor foi preso pela Polícia Federal. Identificado como Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, ele foi conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora (MG), para prestar depoimento. Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento. Bolsonaro foi encaminhado para o hospital, onde se submeteu a uma cirurgia. (Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil)

Comentários