fbpx
Brasil

Senador Major Olímpio admite que planeja deixar partido de Bolsonaro

Ex-presidente estadual do PSL passou o comando para o deputado Eduardo Bolsonaro e desde então coleciona atritos com o novo comando
"Eu aprendi na vida que são os incomodados que se mudam. Então, se eu estou incomodado, devo me mudar", diz o senador
“Eu aprendi na vida que são os incomodados que se mudam. Então, se eu estou incomodado, devo me mudar”, diz o senador. Crédito da foto: Ednilson Jodar Lopes (21/9/2018)

 

O senador Major Olímpio (PSL-SP) disse nesta terça-feira (27) que está pensando em deixar o PSL. “Eu aprendi na vida que são os incomodados que se mudam. Então, se eu estou incomodado, devo me mudar”, afirmou.

A declaração do senador foi feita em entrevista ao Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Leia mais  Confira a entrevista com o deputado federal Major Olímpio

 

Olímpio era presidente estadual do partido até abril do ano passado, mas deixou o comando na mão do deputado Eduardo Bolsonaro. Desde então, o senador vem cultivando alguns atritos com a nova diretoria estadual. Sem entrar em detalhes, ele alega apenas que vem tendo “alguns incômodos” que o levam a considerar essa saída do partido.

Senador tem amigos no Podemos

O ex-presidente do PSL diz que, se decidir deixar a legenda de Jair Bolsonaro, ficará sem partido. No entanto, ele não nega a possibilidade de ir para outra legenda como o Podemos. “Lá todos são meus amigos”, diz sobre o partido presidido pela deputada Renata Abreu.

O senador disse que não chegou a conversar ainda com os líderes do PSL sobre sua possível saída. Porém, ele fez questão de dizer que não precisa pedir permissão a ninguém para deixar o partido. (Estadão Conteúdo)

Clique aqui e confira mais informações sobre o Senado Federal.

Comentários

CLASSICRUZEIRO