Brasil

Prefeitura alega que vistoria em pontes e viadutos não identificou riscos estruturais

Prefeitura diz ainda ter retomado no ano passado o Programa de Recuperação de Pontes e Viadutos, que diz ter sido "abandonado" na gestão anterior
Viaduto da pista expressa da Marginal Pinheiros, próximo à Ponte do Jaguaré, na direção da Castelo Branco, zona oeste da cidade de São Paulo, cedeu, ocorrendo deslocamento da pista, cerca de um metro, na madrugada desta sexta- feira, dia 15. Crédito da foto: Marcelo Gonçalves/Estadão Conteúdo.

Por meio de nota, a gestão Bruno Covas (PSDB) afirma que a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras (SIURB) realiza vistorias periódicas nos 185 viadutos e pontes da capital paulista, nas quais não foram “constatados riscos estruturais”. Além disso, alega ter retomado no ano passado o Programa de Recuperação de Pontes e Viadutos, que diz ter sido “abandonado” na gestão anterior.

A Prefeitura ressalta que, após suspensão pelo Tribunal de Contas do Município (TCM), abriu uma licitação na sexta-feira, 9, para contratar empresas para o desenvolvimento de “projetos estruturais e executivos de equalificação e laudos técnicos para manutenção” de 33 pontes e viadutos. Segundo a gestão municipal, os locais foram definidos em conjunto com o Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco).

Eis a lista dos selecionados: Ponte Jânio Quadros, Ponte Freguesia do Ó, Ponte Cidade Universitária, Ponte Eusébio Matoso, Ponte Eng. Roberto Rossi Zuccolo, Ponte Cruzeiro do Sul, Ponte do Limão, Ponte do Tatuapé, Ponte Aricanduva, Ponte da Casa Verde, Ponte das Bandeiras, Ponte e Viaduto Presidente Dutra, Viaduto Elias Nagin Brein (da Lapa), Viaduto Naor Guelfi, Viaduto Miguel Mofarrej, Viaduto Pacheco Chaves, Viaduto General Olimpio da Silveira, Viaduto Alberto Badra, Viaduto Carlos Ferraci, Viaduto Alcântara Machado, Viaduto Brigadeiro Luiz Antônio, Viaduto Gal. Euclides Figueiredo, Viaduto Gal. Marcondes Salgado, Viaduto Gal. Milton Tavares de Souza, Viaduto Jabaquara, Viaduto João Julião C. Aguiar, Viaduto Major Quedinho, Viaduto Paraíso, Viaduto Pedro de Toledo, Viaduto Washington Luiz, Viaduto Grande São Paulo, Viaduto Gazeta do Ipiranga e Complexo Mackenzie.

Leia mais  Mensagens de áudio comprometem padre

No início da manhã, a Prefeitura divulgou nota sobre a fiscalização e a manutenção do viaduto após o incidente, por meio de sua assessoria de imprensa. Confira na íntegra:

A Defesa Civil está no local avaliando a condição da estrutura do viaduto que cedeu na madrugada desta sexta-feira, 15. Equipes de engenharia da secretaria de Obras e da Subprefeitura Pinheiros, além da CPTM, foram acionadas e os trabalhos são coordenados pelo Centro de Controle Integrado (CCOI). Não há registro de vítimas.

O viaduto que passa sobre a linha férrea da CPTM (Linha 9 – Esmeralda) no trecho oeste da Marginal Pinheiros, próximo ao parque Villa Lobos, cedeu cerca de dois metros. A CET monitora a ocorrência e o trânsito na região desde as primeiras horas da manhã deste feriado, a fim de garantir condições de segurança aos usuários das vias. (Estadão Conteúdo)

Comentários