Brasil

Maior parte do incêndio na Chapada dos Veadeiros é controlada

O trabalho de bombeiros resultou no controle de 16 quilômetros da linha de fogo que seguia na margem direita do rio Preto
Maior parte do incêndio na Chapada dos Veadeiros é controlada
Bombeiros de Goiás combatem o fogo desde a última segunda-feira (28). Crédito da foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de Goiás

O Corpo de Bombeiros de Goiás (CBM-GO), que combate o incêndio no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros desde a última segunda-feira (28), conseguiu controlar a maior parte das chamas.

O trabalho de bombeiros resultou no controle de 16 quilômetros da linha de fogo que seguia na margem direita do rio Preto.

Os trabalhos de combate ao fogo estão, agora, concentrados nas regiões dos saltos do rio Preto, povoado da Capela e Mulungu/Morro do Ministro. São 148 pessoas envolvidas no trabalho de combate ao incêndio na área, além de 24 veículos e cinco aeronaves.

Além dos bombeiros de Goiás, também participam da ação o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), a Rede Contrafogo (formada por brigadistas voluntários para combater incêndios na região) e a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad).

Início do fogo

O fogo teve início no dia 25 de setembro, em uma propriedade rural no município de Cavalcante, no interior da Área de Proteção Ambiental do Pouso Alto.

Leia mais  Termina prazo para o eleitor justificar a ausência no 1º turno

A baixa umidade e alta temperatura na região contribuíram para o fogo se espalhar e até este sábado (3) o fogo atingiu 34 mil hectares na APA de Pouso Alto (4% do total da área) e 9 mil hectares do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (3% do total da área). (Agência Brasil)

Comentários