Brasil

Justiça ordena apreensão do suspeito de ajudar a planejar ataque em Suzano

O jovem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e na sequência será encaminhado para o Fórum da cidade
Velório das vítimas do atentado em Suzano. Crédito da foto: Miguel Schincariol (14/3/2019)

A Justiça determinou a apreensão na manhã desta terça-feira (19) do adolescente suspeito de ajudar a planejar o massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, município da Grande São Paulo. O jovem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e na sequência será encaminhado para o Fórum da cidade. Ele deve passar por uma audiência judicial ainda pela manhã. A audiência será acompanha pelo Ministério Público.

Leia mais  Episódio em Suzano reacende polêmica sobre posse de arma

 

Representantes da Polícia Civil e do Ministério Público se reuniram logo cedo para analisar as provas colhidas durante a ação de busca e apreensão na residência do adolescente de 17 anos suspeito de participação no ataque a tiros em Suzano. As diligências foram realizadas na sexta-feira (15).

Segurança nos colégios de SP será revista, diz Secretaria
Segurança nas escolas de São Paulo será revista após ataque em colégio de Suzano. Crédito da foto: Nelson Almeida/ AFP

No mesmo dia, o rapaz foi ouvido pelo promotor responsável pelo caso, Rafael do Val, no Fórum de Suzano, onde prestou depoimento acompanhado da mãe por mais de duas horas. O adolescente negou envolvimento no crime e foi liberado em seguida.

No encontro desta segunda-feira (18), os investigadores apresentaram provas colhidas em documentos e aparelhos eletrônicos levados da casa do adolescente. A Polícia Civil e o Ministério Público não comentaram sobre as provas por estarem sob segredo de justiça. (Estadão Conteúdo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO