Brasil

Inep divulga gabaritos oficiais e cadernos de questões do Enem

Participantes irão saber os resultados das provas no dia 29 de março
Inep aplicou o Enem 2020 impresso em 17 e 24 de fevereiro. Crédito da foto: Divulgação / MEC

Os gabaritos oficiais das provas objetivas e os cadernos de questões da versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 estão disponíveis. Para conferir, o participante deve acessar os materiais no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ou por meio do aplicativo Enem.

Os participantes que fizeram videoprovas em Libras também podem consultar todas as 180 questões referentes a essa modalidade do exame. Nesses casos, o material está disponível, em vídeo, no canal do Inep no YouTube. Os gabaritos das videoprovas também podem ser acessados, em PDF, no portal do Inep e no aplicativo Enem.

O Inep aplicou o Enem 2020 impresso em 17 e 24 de fevereiro. Nesse sentido, estão disponíveis os gabaritos e cadernos dos dois dias de exame, incluindo as provas acessíveis, aplicadas a quem teve direito a atendimento especializado. Os participantes devem ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor, ao número e formato da prova realizada em cada domingo de aplicação.

Leia mais  Unesp adia 2ª fase do vestibular devido ao agravamento da pandemia

No primeiro dia, os inscritos resolveram itens de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, além de escreverem a redação, com o tema “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. Já no segundo dia, as provas foram de ciências da natureza e suas tecnologias, bem como de matemática e suas tecnologias.

Os resultados do Enem 2020 serão publicados no dia 29 de março. Para os “treineiros” — inscritos da 1ª ou da 2ª série do ensino médio que realizam a prova para testar conhecimentos -, o boletim individual será publicado 60 dias após a divulgação dos resultados do exame, de acordo com o edital.

Anuladas

Duas questões das provas do segundo dia foram anuladas: uma de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e uma questão de Matemática e Suas Tecnologias. A anulação de um item não compromete o processo de estimação da nota das participantes.

Isso porque o cálculo estatístico da nota do Enem, de acordo com a metodologia da Teoria da Resposta ao Item (TRI), considera a combinação da coerência do padrão de resposta com o pressuposto da cumulatividade, e ainda, as características (parâmetros de complexidade) de cada item.

Leia mais  Segunda onda lota hospitais no interior

Realizado anualmente pelo Inep desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. Além da versão impressa, o Inep aplicará também o Enem Digital 2020, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Primeiro exame digital começa no domingo

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) começa a aplicar a versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 no domingo (31). É a primeira vez que o exame terá provas digitais. A estreia ocorrerá em modelo-piloto e a implementação será progressiva, com previsão de se consolidar em 2026. O segundo dia de aplicação será no domingo seguinte, dia 7 de fevereiro.

Leia mais  Araraquara entra em lockdown para frear disseminação de Covid-19

A inscrição na edição de 2020 foi opcional. Com isso, os participantes puderam optar entre o modelo digital e a prova em papel. Nesta primeira aplicação em computador, não haverá a participação dos chamados “treineiros” — inscritos da 1ª ou da 2ª série do ensino médio que realizam a prova para testar conhecimentos. Assim, apenas concluintes do ensino médio e pessoas que já concluíram essa etapa de ensino em anos anteriores farão as provas. Também não haverá atendimento especializado nesta edição.

O Inep disponibilizou 100 mil inscrições para a versão digital, de acordo com a distribuição de vagas prevista no edital. Vale ressaltar que a adesão ao modelo foi total. Ao todo, 96.086 pessoas confirmaram a participação. (Da Redação, com informações do MEC)

 

Comentários