Brasil Covid-19

Fiocruz negocia vinda de vacinas prontas

Fiocruz negocia vinda de vacinas prontas
Crédito da foto: Mladen Antonov / AFP

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou ontem (12) que está negociando a compra de 2 milhões de vacinas prontas contra a Covid-19. Os cientistas da entidade também trabalham desde a semana passada para produzir aqui os imunizantes, com a chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). A aquisição de doses prontas seria uma forma de suprir a necessidade de mais vacinas no País neste momento.

A negociação está sendo feita com os laboratórios AstraZeneca, do Reino Unido, e Instituto Serum, da Índia. Segundo a Fiocruz, não há data exata para a chegada das doses. Em alguns locais, estima-se que possa faltar vacinas a partir da semana que vem, o que levaria a um atraso no calendário de vacinação.

Na semana passada, a Fiocruz recebeu um lote com 88 litros de IFA vindos da China. Armazenado a -55º na sede da fundação, na zona norte do Rio, o líquido é suficiente para produzir 2,8 milhões de doses. As primeiras vacinas fabricadas com esse material devem ser entregues ao Ministério da Saúde entre 12 e 15 de março, segundo previsão dos cientistas.

Leia mais  José Becker, pai do goleiro Alisson, morre afogado em barragem do RS

Outros dois lotes de IFA devem chegar da China ainda em fevereiro, em data ainda não definida. Ao todo, a Fiocruz espera receber em fevereiro IFA suficiente para produzir 15 milhões de doses do imunizante.

Escassez

No Rio, o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, informou que o calendário seguirá normalmente até pelo menos a próxima terça-feira (16). Depois disso, a cidade precisará repensar sua estratégia de imunização caso novas doses não cheguem. (Estadão Conteúdo)

Comentários