Brasil

Chuva mata quatro e deixa desabrigados

Menino de 10 anos foi arrastado pela enxurrada em Itaí - SP. Cidade do Rio está em estado de atenção
Chuva causa morte e deixa desabrigados
Em Ubatuba dezenas ficaram desabrigados e prefeitura pede doações. Crédito da foto: Divulgação Prefeitura

Chuvas intensas atingiram o litoral norte de São Paulo entre a noite de sexta-feira (1º) e a madrugada de ontem. Em Ubatuba, a cidade mais atingida, bairros inteiros ficaram alagados. No interior paulista uma criança morreu ao ser arrastada pela enxurrada. Em Capitólio, Minas Gerais, três pessoas morreram arrastadas pela água em uma cachoeira. No Rio de Janeiro, a capital entrou em estado de atenção por conta do alto volume de chuva em pouco tempo.

Em Ubatuba, equipes da Defesa Civil e dos bombeiros removeram famílias que ficaram ilhadas. Na manhã de ontem, 16 pessoas que ficaram desabrigadas foram levadas para o Ginásio Tubão e a Escola Municipal Tancredo Neves. A Prefeitura iniciou uma campanha pedindo doações de itens básicos. Conforme a Defesa Civil, choveu mais de 120 milímetros em dez horas. Ao todo, 45 bairros e o centro da cidade foram atingidos por inundações e quedas de árvores. Em muitos deles, a água atingiu mais de um metro de altura no interior das casas. Carros de moradores e turistas foram arrastados pela enxurrada.

As praias Grande, Enseada, Vermelha e Saco da Ribeira tiveram a faixa de areia tomada por detritos arrastados pela correnteza. O temporal afetou também o abastecimento de água. De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o tratamento de água foi interrompido devido à grande quantidade de galhos, lama e pedras que bloqueou as captações durante as fortes chuvas. Havia previsão de que o abastecimento só fosse recuperado na noite deste sábado. A prefeita Flavia Pascoal (PL), que assumiu a prefeitura na sexta, realizou uma reunião de emergência com o novo secretariado para adotar medidas visando à recuperação da cidade.

Leia mais  Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Morte no interior

Chuva causa morte e deixa desabrigados
O volume de chuva deixou a cidade do Rio em estado de atenção. Crédito da foto: Tomás Silva / Agência Brasil

Em Itaí, no interior de São Paulo, um menino de dez anos morreu, no fim da tarde de sexta-feira (1º), ao ser arrastado pela enxurrada. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Gean Carlos dos Santos andava de bicicleta com outra criança quando ambos caíram na área alagada e foram carregados pela água. O outro menino se agarrou na grade de um bueiro e conseguiu escapar. Ele ainda foi retirado da água com vida e levado ao pronto-socorro de Itaí, mas não resistiu.

Em Botucatu, os bombeiros resgataram no início da madrugada de ontem uma família com sete pessoas que havia desaparecido na Cachoeira da Indiana, durante um temporal. Os familiares — três homens, duas mulheres e dois adolescentes — visitavam a cachoeira quando caiu um temporal. O rio subiu rapidamente e eles ficaram presos em meio à água, agarrados à vegetação. Os bombeiros foram acionados por volta das 21h e, após encontrarem o carro das vítimas fechado sobre o barranco, iniciaram as buscas. Depois de percorrer 2 quilômetros de trilhas, a equipe ouviu os gritos das vítimas. As pessoas estavam molhadas e apresentavam sinais de hipotermia. A família recebeu atendimento e foi liberada.

Leia mais  Handebol: seleção confirma cinco casos de covid-19 a 4 dias do Mundial

Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro entrou em estágio de atenção na manhã de ontem. O avançou na escala ocorreu por causa do registro de chuva de 15,6mm em 15 minutos no Jardim Botânico, de 9,4mm em Sepetiba e de 16,8mm na Grota Funda. O critério meteorológico protocolar necessário para a mudança de estágio é a precipitação superior a 5mm em 15 minutos. A chuva no município do Rio deve continuar até amanhã, segundo o sistema Alerta Rio, mantido pela prefeitura da capital. (Estadão Conteúdo, Agência Brasil e Redação)

Comentários